Bitcoin

Bitcoin ultrapassa os 60.000 dólares e se aproxima do seu recorde

A antecipação de um novo produto de investimento que segue a cotação do bitcoin contribuiu nos últimos meses para uma recuperação dos preços

BitcoinBitcoin - Foto: Reprodução

O valor do bitcoin se aproximou, nesta quarta-feira (28), de seu máximo histórico, ao superar os 60.000 dólares (297 mil reais), e continuou sua ascensão meteórica desde a aprovação de um novo tipo de investimento indexado à criptomoeda.

No início da tarde, o bitcoin era cotado em cerca de 60.301 dólares (R$ 298.797), aproximando-se do recorde alcançado em novembro de 2021, de 68.991 dólares (aproximadamente 387.680 reais, em valores da época).

A antecipação da autorização de um novo produto de investimento que segue a cotação do bitcoin contribuiu nos últimos meses para uma recuperação dos preços do criptoativo.

A cotação da criptomoeda havia recuado no fim de 2022 após a quebra de vários gigantes do setor, como a FTX, segunda maior plataforma de negociação de criptomoedas.

A nova forma de investimento, um fundo indexado (ETF) ao bitcoin, permite, teoricamente, a um público maior investir nesta criptomoeda sem ter que adquiri-la diretamente.

Foi aprovada em 10 de janeiro pelo órgão regulador do mercado americano, a Comissão da Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

O início da comercialização deste produto "gerou uma nova onda de otimismo que disparou os volumes de transações", destacou Mikkel Morch, do fundo especializado ARK36.

Os produtos de investimentos vinculados a criptoativos cotados em bolsa atraíram, desde o início do ano, cerca de 5,7 bilhões de dólares (R$ 28 bilhões, na cotação atual), segundo estimativas da gestora de ativos CoinShares, publicadas na segunda-feira.

Veja também

PIS/Pasep 2024: abono salarial será pago nesta segunda-feira (15); veja se você tem direito
DIREITO

PIS/Pasep 2024: abono salarial será pago nesta segunda-feira (15); veja se você tem direito

AGU e Ministério da Gestão montam comissão para reforma administrativa
GRUPO

AGU e Ministério da Gestão montam comissão para reforma administrativa

Newsletter