Black Friday não anima muitos consumidores no Recife

Lojistas, entretanto, prometem descontos de até 70%

Fernando Haddad (PT)Fernando Haddad (PT) - Foto: Henrique Boney / Wikimedia Commons

A Black Friday não animou tanto o recifense. Pelo menos é o que indica a movimentação no comércio de rua e nos shoppings do Recife na manhã desta sexta-feira (25). Crise econômica, incertezas no mercado de trabalho e até os protestos contra ações do governo federal estão entre os motivos para explicar a baixa procura.

Leia mais:
Black Friday promete descontos de até 70%
Imóveis também entram na Black Friday em Pernambuco
Procon e Proteste alertam sobre fraudes no comércio durante a Black Friday
Confira dicas para não cair em golpes na Black Friday


Lojistas, entretanto, prometem descontos de até 70% no valor dos produtos e os shoppings ampliaram o horário de funcionamento. A maioria abriu às 7h e fecha às 23h nesta sexta-feira. Além das lojas físicas, plataformas virtuais também vão participar da da data.

Os shoppings Riomar e Recife prometem descontos de até 70% em vestuário, decoração, eletrônicos e gastronomia, com funcionamento até 23h. No Guararapes e no Tacaru­­­na as portas abriram um pou­­­­­co mais tarde, às 8h, e vão até 23h. Os descontos no Guararapes chegam a 60%; no Tacaruna, 70%.

Veja também

Imprevisto com o pneu: o que fazer?
Veículos

Imprevisto com o pneu: o que fazer?

Confiança de serviços volta a cair depois de cinco altas, diz FGV
Economia

Confiança de serviços volta a cair depois de cinco altas, diz FGV