Foram encontrados 6 resultados para "Março 2019":

Personal trainer é uma das profissões mais procuradas no mercado de vida saudável
Personal trainer é uma das profissões mais procuradas no mercado de vida saudávelFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

No auge dos debates sobre saúde e bem estar, uma profissão vem se despontando no mercado. O profissional de educação física, como facilitador indispensável para as atividades do corpo, ganhou novo contexto e desafios no seu campo de atuação. Ele atua contra uma taxa de sedentarismo ainda alta no Brasil, acima de 40%, segundo dados da Organização Mundial de saúde (OMS), utilizando dinâmicas que facilitam o estímulo para os exercícios e vão além das rotinas praticadas dentro das escolas.

Por isso, esqueça aquele profissional de antigamente, como os que levavam a rotina do fisiculturismo para o contexto das academias. A demanda dos últimos anos criou atmosfera mais inclusiva e rotina menos engessada, além de novas formas de comunicação com o público e visão macro de negócios. Segundo o professor substituto do departamento de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco Denis Foster Gondim, o momento é de transição do termo fitness, bastante divulgado na internet, para o chamado wellness. Conhece este último? “É um termo que contempla a atuação ampla, envolvendo o bem estar, a saúde e a qualidade de vida. Para ter uma ideia, o Colégio Americano de Medicina Esportiva valoriza que o personal trainer tenha essa visão ampliada”, adianta. Na prática, significa poder trabalhar com parcerias multidisciplinares, incluindo ao treino preocupações nutricionais, fisioterapêuticas e até psicológicas.

Ainda segundo Gondim, o resultado é um mercado ainda mais democrático. “Observamos o crescimento de espaços físicos para os mais diferentes perfis. Profissionais com seu próprio estúdio, oferecendo uma proposta mais intimista. Maiores atuações em áreas públicas, como orlas e praças, além da presença das academias low cost, aquelas de preços competitivos, administradas por grandes marcas”, afirma. Quando o assunto é formação, ele reforça que as universidades garantem atuação generalista. “Mas é preciso olhar para o mercado como um todo. O Campus tende a formar a parte técnica sobre fisiologia e controle do treino, mas ainda é preciso desenvolver outras habilidades”, acrescenta.

De um modo geral, a atuação no Recife tem remuneração com margens distintas. Aqueles em início de carreira costumam cobrar até R$ 50 a hora/aula, enquanto quem tem mais experiência e tempo de atuação consegue oferecer até R$ 150 a sua hora/aula.

Capacitação constante
A Oka Gym, academia no bairro da Tamarineira, na Zona norte do Recife, realizou uma pesquisa interna com 100 personais trainers que apontaram ter dificuldades em negociar seus serviços e como lidar com a concorrência de preços abaixo da média. Nesse cenário, outro dado curioso: 77% dos profissionais buscam cursos de extensão ao invés de pós-graduação.

Leia também:
Shopping Carpina quer atrair empregos e investimento na região
País cria 173 mil empregos, maior resultado para fevereiro desde 2014
Infraestrutura, emprego e educação: desafios de Pernambuco para 2019


Nsse contexto, o grupo apresenta neste sábado um talk show gratuito para lançar o seu Oka Cursos, voltado para formados e estudantes. Segundo a personal trainer e gerente geral da academia, Amanda Rodrigues, seis profissionais participam com palestras sobre seu campo de atuação. “Eles mostrarão as várias possibilidades dentro do campo de competência do educador físico”, comenta, ao adiantar assuntos como gestão em academias, competências comportamentais, novos desafios, mindset de alta performance, entre outros. São 90 vagas já ocupadas.

A programação oficial segue nos dias 27 e 28 de abril, com carga horária de oito horas, no tema: “seu negócio personal trainer”, com o professor Neemias dos Santos. O investimento é de R$ 179,90. Para ele, o futuro entre tantas possibilidades inclui habilidades pouco exploradas. “Que essa pessoa se conheça e entenda suas capacidades para ter maior identificação no que faz e possa, naturalmente, mergulhar naquilo com satisfação. Além de exercer aptidões como negociação e tecnologia, por conta das redes sociais”, destaca.

Oka Cursos
Informações: 97901.1799
Instagram: @okagymrecife

Fique atento à sua rede social
Fique atento à sua rede socialFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Se você pretende postar toda a farra com os amigos em sua rede social neste fim de semana, vá com calma. Embora essa publicação prometa render inúmeros likes e comentários, ela pode não ser bem vista por quem está na internet para gerar negócios. E antes de defender o conteúdo em um perfil estritamente pessoal, pense que seus amigos de hoje podem se tornar os parceiros profissionais de amanhã, segundo a análise dos orientadores de carreira.

É que muita gente ainda pensa nas redes apenas como um meio de descontração, “o que não está errado, desde que tomados os devidos cuidados”, alerta Celso Bazzola, consultor em Recursos Humanos e diretor da Bazz Estratégia e Operação de RH. No entanto, uma boa parcela dos internautas já percebeu que o uso adequado pode potencializar as carreiras, promovendo o crescimento profissional e o network. Mas, como saber esse limite? “Simples. Basta levar em conta que nesse novo mundo online que muitos estão descobrindo são necessários muitos cuidados similares aos que tomamos em nosso dia a dia, nos passeios, no trabalho ou em casa. O recomendável para se valorizar é dar foco adequado ao que é positivo e evitar exposições desnecessárias”, recomenda. Uma dica é entender a linguagem de cada ferramenta. O linkedIn é mais profissional, enquanto Instagram e Facebook exibem conteúdos diversos.

Com base nesse entendimento, publique com inteligência. “Cada vez mais se multiplicam publicações vazias, assim busque se diferenciar com publicações pertinentes. Evite postes irrelevantes que possam atrapalhar sua imagem. Busque levantar assuntos relacionados ao seu campo de atuação”, sugere Bazzola, que ainda diz: “evite debates inúteis. Nas redes sociais existem momentos tensos, de debates políticos, religiosos e outros similares, contudo, por mais que possa ‘coçar’, evite entrar nesse tipo de conversa. Repare que essas não levam a lugar nenhum e não terminam bem. Sem contar que você não sabe qual o posicionamento dos parceiros de negócios”.

Pessoas x marca
Ao criar um perfil no Instagram, o professor e consultor esportivo Guilherme Sarmento não quis separar a conta profissional da pessoal. Atento às noções de coach, foi na lógica de que os dois contextos andam ligados e interagem entre si. “Na minha página, por exemplo, tem viagem, família e trabalho. Mas essas postagens têm sempre o intuito de passar informação, seja motivacional ou de alguma estratégia sobre mindset e ciência, presentes na minha área”, defende.

Não à toa, ele também enxerga o benefício de criar uma aproximação com os seguidores a partir da imagem de ‘pessoa física’. “É comprovado em estudo que esse público se relaciona melhor com pessoas do que com marcas na internet. Por isso, as grandes empresas contratam modelos, celebridades e influenciadores digitais para se tornarem a cara daquela marca. Isso facilita a identificação”, reforça Sarmento, que também utiliza estratégias como mostrar um pouco da vida social, dentro da lógica da saúde física e mental, tão presentes no seu ramo de atuação.

Leia também:
Infraestrutura, emprego e educação: desafios de Pernambuco para 2019
Novos empregos ainda não têm data para chegar
Desemprego cai em 18 estados e no Distrito Federal, diz IBGE


Ainda de acordo com os orientadores de carreira, o bom senso em relação à linguagem, foto e conteú­­­do compartilhado segue para todos os públicos. É que, embora as empresas estejam mais flexíveis em relação à presença online, elas sempre dão aquela olhadinha num candidato com potencial a uma vaga.

Algumas dicas
Segundo celso bazzola

Amplie seus contatos qualificadamente: é interessante ter um amplo grupo de amigos, assim busque amizade online com pessoas que tenha contato e ache interessante profissionalmente. Contudo, se preocupe mais com a qualidade do que com a quantidade

Cuidado com as características das redes: não é por que o Linkedin tem um lado mais profissional e o Facebook é mais aberto que deverá tratar o segundo com maior desleixo, saiba que parceiros e recrutadores também entrarão nessa rede

Valorize conquistas profissionais: mostre as ações que realizou que tiveram sucesso, resultados de projetos que foram interessantes ou titulações alcançadas, contudo, evite se autopromover demasiadamente, pois isso pode soar arrogante

Médicos
MédicosFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

A Gestão Estadual de Atenção à Saúde no Sistema Prisional (Geasp) abriu Processo Seletivo para contratação de 259 profissionais em nível médio e superior. A contratação temporária para diversas áreas foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do último sábado (16) e disponível no site

A remuneração varia de R$ 998 a R$ 7,5 mil com carga horária entre 30 e 40 horas semanais. As inscrições podem ser feitas até o dia 1º de abril via Sedex ou presencialmente, na sede da SES, no Bongi, ou das Geres que constam com vagas (horários e endereços constam no edital).

O resultado final do certame será divulgado em 11 de junho. A contratação será para o período de um ano, podendo ser prorrogado pelo prazo máximo de seis anos.

Leia também:
Número de vagas para reeducandos em semiaberto cresce em Olinda

Confira as vagas:
A Seleção Pública Simplificada de que trata esta Portaria Conjunta visa à contratação temporária de 259 (duzentos e cinquenta e nove) profissionais, sendo 21 (vinte e um) Médicos Clínicos EABP, 19 (dezenove) Médicos Psiquiatras EABP, 02 (dois) Médicos Infectologistas EABP, 40 (quarenta) Enfermeiros EABP, 21 (vinte e um) Cirurgiões Dentistas EABP, 23 (vinte e três) Assistentes Sociais EABP, 40 (quarenta) Psicólogos EABP, 21 (vinte e um) Farmacêuticos EABP, 42 (quarenta e dois) Técnicos de Enfermagem EABP, 21 (vinte e um) Auxiliares de Saúde Bucal; 01 (um) Coordenador do Núcleo de Apoio Psicossocial de Medidas Terapêuticas Aplicáveis à Pessoa com Transtorno Mental em Conflito com a Lei, 01 (um) Médico Psiquiatra ou clínico com experiência em saúde mental EAP; 01 (um) Enfermeiro EAP, 01 (um) Psicólogo EAP, 01 (um) Assistente Social EAP, 01 (um) Advogado EAP, 01 (um) Apoiador Institucional de Saúde Prisional - Psicólogo e 02 (dois) Apoiadores Institucionais de Saúde Prisional.

Os profissionais serão lotados nas seguintes Geres: I (sede no Recife), II (Limoeiro), III (Palmares), IV (Caruaru), V (Garanhuns), VI (Arcoverde), VII (Salgueiro) e VIII (Petrolina).

Concurseiro de primeira viagem
Concurseiro de primeira viagemFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Se o seu objetivo é alcançar a estabilidade da carreira públi­ca, saiba que você não está sozinho e outras pessoas também an­dam de olho naquela vaga anunciada em edital. Essa concorrência demanda planejamento, dedicação e foco na vida do concursei­ro de plantão que, através da rotina adaptada à sua realidade, tem mais chances de ingressar num emprego como esse. Por isso, antes de se inscrever numa seleção saiba o que os professores a seguir têm a dizer.

Primeiro, é bom captar a ideia de que ninguém passa em um concur­so público da noite para o dia. “Muitos iniciam sua preparação a­creditando que basta se empenhar bastante, estudar por muitas ho­ras e anos seguidos, e que uma hora a aprovação simplesmen­te chegará. Mas o que determi­na a a­pro­vação é o desempenho, o resulta­do, a quantidade de acertos ou pon­tos no dia da prova”, alerta o coach Tobias Carvalho.

Sobre a escolha do concurso, ele reforça que este é um momento que não deve ser visto apenas do ponto de vista da oferta. “Para quem não sabe aonde quer chegar, parece que qualquer caminho serve. Isso pode significar um custo muito alto de tempo, energia e dinheiro para o candidato. Então o melhor a se fazer é refletir bastan­te sobre a escolha e focar naque­la área escolhida”, aponta. A di­ca é conversar com outros candidatos, inclusive aprovados, conhecer a banca examinadora e exercitar com as provas anteriores. “Na ho­ra de escolher, ele deve lembrar que essa decisão pode representar muitos anos de sua vida”, completa.

Feita a escolha, a sugestão é se pautar pelo edital. Se não tiver sido publicado ainda, acompanhar as noticias respectivas, reler os editais e as provas anteriores e seguir progredindo em todas as disciplinas. “Dependendo da importância de cada disciplina, deve-se destinar mais ou menos tempo para ela. Em alguns casos, não será possível estudar todos os pontos do edital, assim você deve priorizar aqueles que são mais cobrados nas provas daquele concurso”, reforça.

Como estudar?
Ao se deparar com o material impresso ou online, cada pessoa terá um mecanismo de fixação de conteúdo. Sobre a dúvida entre estudar sozinho, à distância ou presencial, Carvalho diz que a decisão envolve questões pessoais, como financeira, ritmo de estudo, custo de tempo com deslocamento e local adequado para concentração. No geral, não basta ir às aulas se a mente não está plenamente atenta ao que está fazendo.

Leia também:
Novos empregos ainda não têm data para chegar
Taxa de desemprego cai em Pernambuco
Taxa de desemprego volta a crescer após duas quedas consecutivas


Segundo o educador físico Higo Paraíso, o mindfulness é um termo inglês, originado na doutrina budista, para exercitar a concentração em qualquer atividade. “Além dessa capacidade cognitiva ele também poderá se beneficiar através da regu­lação emocional, já que a sobrecarga de concursos e o fato de lidar com resultados positivos e negativos das provas traz à tona uma série de emoções”, defende. Na práti­ca, é fazer algumas respirações pro­fundas antes de iniciar o dia de estudo. Uma prática de silêncio de três minutos também é válido. Faça alongamentos antes dos estudos e pausas ao longo da jornada de leitu­ras com práticas meditativas curtas.

Preparação em três níveis:
Pelo coach Tobias Carvalho

Tático:
Envolve a estratégia propriamente dita. Distribuição de disciplinas, gestão do tempo e dos horários de estudos.

Técnico:
Diz respeito ao conteúdo. A famosa “bagagem de estudos” que o concurseiro precisa ter. Neste nível, o foco está em definir fontes de estudo, medição de aprendizado e memorização, preparação específica para provas, simulados e resolução de questões.

Emocional:
Identificação de crenças limitantes, atenção à inteligência emocional e equilíbrio psicológico, preservação do foco e da motivação durante os estudos e administração da ansiedade nas provas

Concurso
ConcursoFoto: Pixabay

O governo do presidente Jair Bolsonaro prepara medidas para barrar a realização de concursos públicos considerados não essenciais pela nova equipe. As regras, que serão editadas pelo governo até o início de abril, não exigem aprovação do Congresso e terão validade imediata.

Depois de publicar, nesta quarta-feira (13), medida que extingue 21 mil cargos, funções comissionadas e gratificações, a equipe econômica finaliza dois decretos que fazem parte do pacote de enxugamento da máquina. O objetivo é ampliar a eficiência do serviço público e estabelecer critérios para a ocupação de cargos.

Um dos decretos vai condicionar a realização de concursos à adoção de ações que promovam eficiência administrativa. Antes de conseguir autorização para abrir novas vagas, os órgãos terão de cumprir 12 etapas de exigências. Entre os requisitos, estará a digitalização de serviços, informou o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel.

Leia também: 
Governo corta 21 mil cargos e gratificações
Governo discute proposta alternativa para o BPC

"Os concursos serão realizados quando for estritamente necessário. A ideia, por ora, é não ter concurso, e sim trabalhar para a melhoria operacional", disse.
A implementação de serviços digitais já foi feita, por exemplo, na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com a emissão pela internet do certificado internacional de vacinação.

O sistema que cadastra participantes de licitações também foi digitalizado. De acordo com o governo, os 4.000 servidores que revisavam os documentos em mais de 2.000 unidades foram realocados para outras funções.

Para simplificar processos, também pode estar entre as exigências a adesão pelos órgãos aos sistemas centralizados de transportes e de compras do governo. O segundo decreto vai estabelecer critérios para a ocupação de cargos e funções. Para que nomeações sejam efetivadas, o indicado terá que cumprir requisitos, como experiência na área e formação.

Bons antecedentes também serão cobrados. Não serão aceitas, por exemplo, pessoas inelegíveis, enquadradas pela Lei da Ficha Limpa. "No momento em que você, antes de fazer o concurso, tem que tomar uma série de medidas de melhoria operacional, você está segurando a reposição automática por uma reposição criteriosa, analítica, ponderada", disse o secretário.

Uma revisão ampla na estrutura de carreiras dos servidores públicos federais deve ficar para 2020. Para o secretário de Gestão da pasta, Cristiano Heckert, as medidas iniciais, tomadas neste ano, já seguram naturalmente a criação de vagas. "O próprio ministro Paulo Guedes tem dito que se você consegue segurar nominalmente a despesa, ao longo de três ou quatro anos, com inflação e crescimento da economia, você não precisa ter medidas tão radicais de corte", afirmou.

Fachada do Sesc Casa Amarela
Fachada do Sesc Casa AmarelaFoto: Divulgação

Estudantes dos níveis superior e técnico têm até esta quinta-feira (14) para se inscrever na seleção de estágio do Sesc Pernambuco. São 127 vagas disponibilizadas, sendo 126 para superior e uma para técnico. Desse total, sete são reservadas para pessoas com deficiência. Também há vagas para cadastro de reserva. Interessados em participar do processo seletivo devem se inscrever pelo site do Sesc-PE.

Para estudantes do ensino superior, o valor da bolsa é de R$ 656, mais R$ 140 de auxílio-transporte. Para a vaga de nível técnico em Segurança do Trabalho, a remuneração é de R$ 430 e o auxílio-transporte de R$ 140. As vagas são para os municípios do Recife, Jaboatão dos Guararapes, São Lourenço da Mata, Goiana, Caruaru, Garanhuns, Belo Jardim, Surubim, Buíque, Arcoverde, Petrolina, Triunfo, Araripina e Bodocó.

Estudantes dos cursos de Administração, Biblioteconomia, Turismo, Design, Jornalismo, Letras, Pedagogia, Música, Nutrição, Ciências Contábeis, Serviço Social, Arquitetura, Educação Física e Engenharia Civil podem concorrer às vagas. Para outras informações sobre pré-requisitos e etapas do processo seletivo, os candidatos devem acessar o regulamento disponível no site do processo seletivo.

Os candidatos terão a documentação analisada por ordem cronológica de inscrição até que seja atingido o quantitativo de habilitados para o processo, definido no Quadro de vagas que consta no Anexo I do Regulamento.

comece o dia bem informado: