A parceria poderá ser um espelho para outros estados do País
A parceria poderá ser um espelho para outros estados do PaísFoto: Divulgação

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco realizou, nesta quinta-feira (6), a abertura de um grupo de trabalho inédito com o Comando Militar do Nordeste, que interage com 49,9 milhões de pessoas em 1.577 municípios brasileiros (28,35% do total) e tem cerca de 22 mil militares. O objetivo é criar um programa de capacitação que beneficie, inicialmente, um grupo determinado de jovens militares, de modo que eles tenham mais oportunidades de ingressar no mercado de trabalho após o término do serviço militar. A parceria poderá ser um espelho para outros estados do País, segundo o Comandante Militar do Nordeste, o general Freire Gomes.

“Até onde eu saiba, essa é uma iniciativa inédita que, para nós, tem um apelo muito grande. Agradecemos desde já à Secretaria do Trabalho do Estado de Pernambuco pela iniciativa. Pretendemos, sim, aprofundar esse trabalho, no sentido de transformar num convênio que vai redundar num benefício para a sociedade pernambucana, diretamente com os nossos soldados que ao saírem daqui, com apoio do governo estadual, estarão mais capacitados para assumirem as funções no Estado ou mesmo no Brasil. Vejo como uma iniciativa muito válida e que ela frutifique e que possamos cooperar com a juventude e o Estado de Pernambuco”, disse o general Freire Gomes.

Segundo o secretário Alberes Lopes, que foi ao CMNE acompanhado de sua equipe, como os secretários executivos Álvaro Jordão e Eric Santos, a parceria será pioneira no Nordeste. “Ficamos muito felizes com a receptividade. O CMNE é muito respeitado, sempre interage com ações subsidiárias na região Nordestina, uma região que sofre com a seca ou com cheias, e será importante para nós darmos essa contribuição, ajudando a capacitar esses quadros que também nos apóiam em momentos importantes”, observou o secretário.

O secretário Alberes Lopes ressaltou que o próprio CMNE tem um programa de capacitação chamado de “Soldado Cidadão”, que qualificou de 2003 a 2018 10.981 soldados. “A parceria é importante porque estaremos apoiando, principalmente, os jovens que não têm condições, que entram no Exército querendo uma oportunidade e, quando saem, não têm expectativa de emprego. Vamos estudar qual o melhor modelo de qualificação e fazer a intermediação, que é inédito”, declarou o secretário Alberes Lopes.

De acordo com Alberes Lopes, a Seteq também levará aos jovens algumas palestras sobre empreendedorismo. “É importante para qualquer pessoa ter noções sobre empreendedorismo, porque, mesmo que não administre um negócio, pode administrar o de outra pessoa. Vamos levar para eles esse tipo de aprendizado através de palestras e capacitações para que esses jovens possam ser inseridos no mercado de trabalho ou abrir um pequeno negócio. Foi muito boa a receptividade do general e vamos estar tocando essa parceria para ajudar esses jovens pernambucanos e estar dando esse apoio ao Exercito brasileiro”, concluiu Alberes Lopes.

Saiba mais – O primeiro encontro entre o secretário Alberes Lopes e o comandante geral do Nordeste, Freire Gomes, realizou-se no dia 27 de maio passado. Eles iniciaram o diálogo e, hoje, a equipe de ambos começou a estudar qual o melhor curso e quantas pessoas serão beneficiadas, inicialmente.

Saúde pública
Saúde públicaFoto: Pixnio

A Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (Esppe) abriu inscrições para 120 vagas para o curso de especialização lato sensu em Saúde Pública. Estão aptos a concorrer profissionais com curso superior em qualquer formação e que estejam trabalhando em áreas técnicas ou setores no âmbito da gestão estadual ou municipal do Sistema Único de Saúde (SUS) do Estado. Os candidatos podem se inscrever até o dia 16 deste mês, exclusivamente no site da Secretaria de Saúde de Pernambuco.

O processo seletivo para o preenchimento das vagas - distribuídas entre Recife, Garanhuns e Salgueiro - consiste em etapa única de avaliação curricular dos candidatos. Cada uma das três turmas terá duração de 13 meses, sendo 304 horas de aula presencial e 76 horas de atividades de dispersão. O início dos encontros está previsto para agosto. As aulas serão divididas em 12 módulos e os alunos deverão defender seus trabalhos de conclusão de curso (TCC).

Leia também:
Sisu ofertará 59 mil vagas no segundo semestre
Novas regras para concursos públicos começam a vigorar


Cada candidato deve se inscrever na Gerência Regional de Saúde (Geres) onde atua. Para a Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata, com aulas no Recife, o discente deve atuar na I, II, III ou XII Geres. Para a formação com aulas em Garanhuns, no Agreste, a região de atuação do candidato deve ser IV, V ou VI Gerência. No Sertão, com aulas em Salgueiro, a área de atuação de trabalho do aluno deve ser na VII, VIII, IX, X ou XI Regional de Saúde. O aluno não poderá cursar a especialização em local diferente da sua turma de referência.

O edital está disponível no site da ESPPE ou no portal da SES-PE.

Datas
O resultado preliminar da seleção deverá ser divulgado no dia 25 de junho. Em seguida, os candidatos terão de 26 a 28 de junho para interpor recursos ao resultado preliminar. O resultado definitivo será publicado em 3 de julho, com convocação para matrícula no mesmo dia. As aulas ocorrerão às quartas, quintas e sextas, das 8h às 18h, uma vez por mês.

A especialização
O curso de especialização lato sensu em Saúde Pública busca formar sanitaristas de acordo com as diretrizes norteadoras do SUS, comprometidos com a transformação das condições de saúde a partir da formação em serviço na rede pública de saúde, de forma regionalizada e interdisciplinar.

A formação faz parte do projeto Nova Formação em Saúde Pública na Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública: uma Abordagem Interprofissional, que busca expandir a oferta dos cursos Lato sensu da área da saúde pública no Brasil, contribuindo para que a qualificação das práticas profissionais e de organização do trabalho nas instituições de saúde estejam alinhadas com os princípios e normas do SUS.

Vagas de emprego
Vagas de empregoFoto: Marcello Casal/Arquivo/Agência Brasil/Agência Bras

A Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação divulgou o quadro de vagas das Agências Estaduais do Trabalho nesta quarta-feira (05). Há oportunidades divididas em duas partes: em vermelho, as vagas para Pessoa Com Deficiência (PCD) e em preto aos demais. Confira os endereços e telefones das Agências do Trabalho no site da Seteq.

Telefone da Agência da Boa Vista: 3183.7065

vagas1
vagas2

Governador de São Paulo, João Doria
Governador de São Paulo, João DoriaFoto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governo João Doria (PSDB) autorizou nesta terça-feira (4) a abertura de concurso público para contratar de 250 delegados de polícia, 900 investigadores, 1.600 escrivães e 189 médicos legais.

As provas devem acontecer no próximo ano, segundo despacho do governador publicado nesta terça no Diário Oficial do Estado.

Ao anunciar o concurso, Doria também prometeu investir em equipamentos, treinamentos e no reforço do corpo de investigação. "Hoje estamos autorizando a contratação de quase 3.000 policiais civis. A ação é parte da nossa política de segurança pública, que vai transformar a polícia de São Paulo na mais bem preparada do país. Investimos em equipamentos, treinamento e no reforço do nosso corpo de investigação", disse.

O curso de formação de policiais tem duração de quatro meses e acontece na academia de polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol). Após a formação, os profissionais serão distribuídos para atuar em diferentes cidades do estado.

Segundo o governo, atualmente 66 policiais estão em processo de formação na academia. Entre eles, 22 são fotógrafos técnicos-periciais, dez são médicos legistas e 33 são peritos.

Outros concursos públicos também estão em andamento para preencher 2.750 vagas para a Polícia Civil. Destas, 250 são para delegados, 600 para investigadores, 800 para escrivães, 300 para agentes de telecomunicações, 400 para agentes policiais e 200 para auxiliares de papiloscopistas.

Carteira de Trabalho
Carteira de TrabalhoFoto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq) divulgou o quadro de vagas das Agências Estaduais do Trabalho para esta terça-feira (4). Há oportunidades distribuídas em duas partes: em vermelho, as vagas para Pessoa Com Deficiência (PCD) e em preto aos demais.

Confira os endereços e telefones das Agências do Trabalho no site da Seteq.

Telefone da Agência da Boa Vista: 3183.7065

vagas 1
vagas2

Ensino superior
Ensino superiorFoto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ofertar 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país no segundo semestre deste ano. As inscrições começam amanhã (4) e podem ser feitas até sexta-feira (7), na página do programa.
O número de vagas aumentou em relação ao ano passado, quando foram ofertadas, no segundo semestre, 57.271. O número de instituições participantes também cresceu, eram 68. Nesta edição, de acordo com o Ministério da Educação, estão disponíveis 64 cursos a mais para os candidatos.

Os estados com mais vagas são Rio de Janeiro, com 12.937, Minas Gerais, com 8.479, Bahia, com 6.745, e Paraíba, com 5.990.

O resultado da chamada regular será divulgado no dia 10 de junho. As matrículas devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. O prazo para aderir à lista de espera é 11 a 17 de junho.

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.

Presidente da ACONEXA, professor Renato Saraiva
Presidente da ACONEXA, professor Renato SaraivaFoto: Divulgação

Começaram a vigorar, no último sábado (1º), as normas do decreto presidencial n° 9.739, de 28 de março de 2019. A medida alterou as regras para solicitações e autorizações de concursos públicos federais. De acordo com o que foi editado pelo governo, o objetivo é ter um maior rigor na autorização de concurso público e na autorização de nomeação de aprovados. Além disso, o decreto diminui os gastos com pessoal considerados "desnecessários e substituíveis".

Caberá ao Ministério da Economia analisar e autorizar todos os pedidos de concursos públicos na administração federal direta, nas autarquias e nas fundações. As informações são da Agência Brasil. Agora, o Ministério da Economia levará em conta 14 critérios para autorizar a realização de concursos. Um deles é a evolução do quadro de pessoal nos últimos cinco anos pelo órgão solicitante, com um documento que deve listar movimentações, ingressos, desligamentos, aposentadorias consumadas e estimativa de aposentadorias para os próximos cinco anos.

O ministério também avaliará o percentual de serviços públicos digitais ofertados pelo órgão. O governo quer que os órgãos invistam em soluções tecnológicas para simplificar o acesso aos serviços públicos, de forma a atender melhor à população e reduzir a necessidade de pessoal.

Todos os anos, os órgãos federais encaminham os pedidos para a realização de concursos até 31 de maio. Após esse prazo, a SGP (Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal) examina todas as demandas, de acordo com as prioridades e necessidades do governo. O resultado desse processo é levado em conta na elaboração do Orçamento do ano seguinte, que é enviado ao Congresso no fim de agosto.

Somente após a análise, o Ministério da Economia autoriza o concurso, por meio de portarias no Diário Oficial da União. Cada órgão ou entidade federal estará liberado para organizar o concurso conforme o número de vagas liberadas.

O Artigo 169 da Constituição condiciona a admissão ou a contratação de pessoal à autorização específica da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que define metas e prioridades para o Orçamento. Discutido pelo Congresso ao longo dos últimos quatro meses do ano, o Orçamento Geral da União reserva os recursos para as contratações.

Análise do Decreto

“Estamos atentos às mudanças implementadas pelo Decreto 9.739. Concordamos com pontos importantes como, por exemplo, as garantias de nomeação de aprovados. Entretanto, é urgente que o Congresso aprove o Estatuto o Concurso Público, que tramita na casa através do PL 252/2003. O Estatuto sim é quem vai garantir mais idoneidade e direitos dos concurseiros no Brasil. Estamos atentos”, ressalta o presidente da Associação de Apoio aos Concursos Públicos e Exames, ACONEXA, professor Renato Saraiva.

Entenda algumas mudanças

Os órgãos federais que quiserem abrir um concurso deverão justificar ao Ministério da Economia a necessidade de abertura de novas seleções mediante a aprovação em 14 critérios. As novas regras não são válidas para o poder Legislativo e Judiciário, para a Procuradoria e Diplomacia e para Polícia Federal.

A medida também estabelece que os concursos não terão prazo de validade maior que dois anos, salvo exceção em edital, não sendo permitida a prorrogação. Os editais dos concursos precisarão ser publicados integralmente no Diário Oficial com antecedência mínima de quatro meses e conter o número de vagas necessário.

O cadastro de reserva deverá ser limitado a 25% do total de vagas original. Antes era permitido 50%. Também estará mais claro o perfil dos candidatos necessário para as atividades.

Universidade federal do Ceará divulga edital de concurso
Universidade federal do Ceará divulga edital de concursoFoto: Site da UFC

O Diário Oficial da União publicou, nesta quinta-feira (30), o edital do concurso da Universidade Federal do ceará (UFC). O certame é para 19 vagas em cargos dos níveis médio/técnico e superior. O salário pode chegar a R$4,6 mil, dependendo do cargo. Há vagas para carreiras de nível médio com exigência de curso técnico. As inscrições vão de 10 a 14 de julho, pela internet. Os candidatos deverão acessar o site da CCV - Coordenadoria de Concursos para preencher o formulário. O valor da taxa será de R$90 para nível médio/técnico e R$120 para superior, podendo ser pago até 15 de julho, por meio de boleto bancário. Confira o edital.

Para pedidos de isenção do valor, os candidatos devem atender a todos os requisitos do edital. Os pedidos serão aceitos de 30 de junho a 2 de julho, com comprovação.
São 12 vagas para os cargos de técnico em enfermagem, técnico de laboratório/eletrotécnica, técnico de laboratório/laminação e corte de rocha, técnico em radiologia, técnico de laboratório/ensaios mecânicos, técnico de laboratório/física, técnico de laboratório/gestão da produção, técnico de laboratório/microscopia eletrônica, técnico de laboratório/refrigeração e climatização e técnico de laboratório/química;

Para esses cargos, é preciso ter o nível médio/técnico ou curso de nível médio acrescido do curso técnico na área, que exige 40 horas semanais e remunera o servidor em R$2.904,96.

Nível Superior

No nível superior, são sete vagas disponíveis: auditor, bibliotecário-documentarista, engenheiro mecânico e médico otorrinolaringologista. O salário é de $4.638,66, com carga horária de 40 horas semanais. É necessário curso superior mais registro no conselho competente.

Também serão oferecidas vagas em ampla concorrência e para candidatos negros. A lotação será nos campi de Fortaleza, Sobral e Campus de Russas.

A jornalista Marília Neves resolveu dedicar a vida a ajudar crianças e famílias na África.
A jornalista Marília Neves resolveu dedicar a vida a ajudar crianças e famílias na África.Foto: Divulgação

A dedicação integral ou de parte do tempo disponível para atuar em ações voluntárias faz parte do cotidiano de muitos brasileiros, dentro e fora do país. Para quem é voluntário, há um consenso: ajudar pessoas pode trazer ganho de experiência profissional e enorme realização pessoal.

Segundo dados do IBGE, no Brasil são 7,4 milhões de pessoas que atuam de forma voluntária em projetos e ações sociais. Em 2017, Pernambuco tinha 149 mil pessoas maiores de 14 anos praticando algum tipo de voluntariado. Com cerca de 8% da população envolvida em serviço voluntário, Recife tem quase o dobro do percentual médio dos voluntários do país, que chega a 4,4%.

O Projeto Lugar da Criança é uma dessas iniciativas que fazem a capital pernambucana ser protagonista em matéria de voluntariado. Localizada no bairro de São José, a instituição atende crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos, das comunidades do Coque, Papelão e Cabanga. O acolhimento acontece no contra turno escolar e inclui duas refeições e atividades como canto coral, música (violão e flauta), aulas de esportes, teatro, balé, dança, artes e inglês. Organização Evangélica sem fins lucrativos, a instituição acolhe diariamente 80 crianças no período da manhã e 30 no período de tarde, com recursos do Ministério Voluntário de Cristo Internacional.

"Eu queria sair da teoria para a prática. A gente falava dos problemas sociais, mas eu queria não somente falar, eu queria fazer alguma coisa em prol das pessoas carentes e esse comunidade tinha muito o que fazer em termos de alcançar crianças que estavam em situação de risco. Fico às vezes surpreso de encontrar pessoas que passaram por aqui em lojas, trabalhando, dirigindo seu carro próprio e eu nem acreditava que isso pudesse acontecer tão rápido. Existe mudança sim", relata o missionário Lecio Wanderley, diretor e idealizador do espaço.

Militza Greenhalgh, coordenadora do Projeto Lugas da Criança

Militza Greenhalgh, coordenadora do Projeto Lugas da Criança - Crédito: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco



Militza Greenhalgh largou o curso de Arquitetura ao descobrir e se encantar com o projeto. Hoje, coordenar a instituição é sua única atividade. "O voluntariado é uma lição de vida. É difícil da gente não se envolver com o problema dos outros. Fico feliz que o voluntariado tenha crescido bastante no Brasil porque a gente precisa se colocar no lugar do outro pra poder ajudar. Hoje virou minha profissão trabalhar aqui no projeto, mas o que tocou primeiro meu coração foi ver criaças em situação de risco e vulnerabilidade e sentir a necessidade de trazer afeto e carinho para elas. isso me contaminou de tal forma que eu já estou aqui há onze anos", diz a coordenadora, que além de se encontrar profissionalmente foi nesse projeto que conheceu seu atual marido, o professor de música e voluntário Flávio Ferreira.

Quem se interessar em contribuir com essa e outras instituições recifenses, pode se cadastrar na plataforma Trasnforma Recife, indicando profissão, dia e horário disponíveis.

Sem fronteiras

Algumas pessoas levam a missão de ajudar o próximo além dos limites do seu próprio país. É o caso da jornalista Marília Neves, 33 anos. Depois de participar do movimento estudantil na Universidade, ela se interessou e se especializou na área de Direitos Humanos. Durante a especialização, se inscreveu no projeto Fighting with the pour (Lutando lado a lado com os pobres), da organização Humana People to People, que nos Estados Unidos atua na organização One World Center, localizada em Dowagiac, Michigan.

Para conseguir os recursos pra viagem, Marília começou a fazer freelancers por cerca de seis meses. Em janeiro de 2017 viajou para participar do programa, que consistiu em uma formação de seis meses como instrutora de desenvolvimento (development instructor), quando teve aulas sobre sociologia, uso ferramentas de construção, entre outras disciplinas. Nesse interím, passou por diversas cidades dos EUA para arrecadar fundos para a própria viagem à África. Foi nessa ONG que ela conheceu o marido, Westin Sherwood , de 26 anos, que também atua como voluntário na África, com quem teve uma filha.

Após a formação na ONG, ela foi, finalmente, trabalhar na cidade africana de Dowa, capital do Malawe. Sua atuação foi bastante focada na pré-escola, pois o governo local não paga essa etapa educacional para a população e as familias têm dificuldade pois precisa trabalhar na roça e não têm onde deixar seus filhos, além de haver essa car~encia de formação para a primeira idade. A região tem tem muitas car~encias, entre elas o simples acesso a comida.

Com a ajuda de recursos obtidos com vaquinhas de internet, ela conseguiu comprar os materiais e construir uma escola inteira e um parquinho para as crianças feito de pneus. Lá ensinou inglês, recreação, e até formou um grupo de mulheres na igreja católica local. Ao final do processo, ela organizou uma formatura com direito a certificado, música e lanche. "Foi muito bonito ver a alegria deles e saber que a gente proporcionou isso com a ajuda dos nosso doadores", comemora.

"Você dá valor a sua vida depois que você vê aquilo, sabe? Porque eles não têm nada e são esquecidos pela humanidade, principalmente nos campos de refugiados. Eles sofrem muito preconceito", relata Marília. "Qualquer voluntariado é bom. Se você vai se voluntariar no seu prédio pra ajudar o seu vizinho, ou ajudar um idoso, qualquer trabalho voluntário é válido. Meu conselho é que as pessoas não se intimidem achando que o trabalho voluntário não é importante, mas ele é. Porque isso vai mudar a vida de alguém", aconselha.




Carteira de trabalho
Carteira de trabalhoFoto: Pedro Ventura/Agência Brasília

A Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação divulgou o quadro de vagas de emprego nas Agências do Trabalho de todo o Estado, nesta sexta-feira (31). Há oportunidades em duas partes: em vermelho, as vagas para Pessoa Com Deficiência (PCD) e em preto aos demais.

Confira os endereços e telefones das Agências do Trabalho no site da Seteq.

Telefone da Agência da Boa Vista: 3183.7065

vagas1
vagas2
vagas3

comece o dia bem informado: