Foram encontrados 21 resultados para "Concurso":

O deputado Federal Luiz Flávio Gomes, PSB-SP, foi nomeado relator do PL na CCJ, do o Estatuto do Concurso Público
O deputado Federal Luiz Flávio Gomes, PSB-SP, foi nomeado relator do PL na CCJ, do o Estatuto do Concurso PúblicoFoto: Divulgação/ Facebook

Após algum tempo parado, o Projeto de Lei 252/2003, que cria o Estatuto do Concurso Público, voltou a tramitar na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, CCJ. Nesta quarta-feira, 15 de maio, o Deputado Federal Luiz Flávio Gomes, PSB-SP, foi nomeado relator do PL na CCJ. O projeto é muito aguardado pelos concurseiros pois regulamenta pontos importantes como o prazo mínimo de 90 dias entre o Edital e a prova, garantia de nomeação dos aprovados dentro das vagas divulgadas, além do fim de concursos para formação do cadastro de reserva.

Avanço importante

A Associação de Apoio aos Concursos Públicos e Exames, ACONEXA, vem lutando há muito tempo pela aprovação do PL. Na última terça-feira, 14, a direção da entidade esteve no gabinete de Luíz Flávio Gomes e reforçou o apoio ao Estatuto. “A nomeação do deputado Luiz Flávio Gomes, renomado professor e especialista em concurso público, foi fundamental para a tramitação deste PL. Ele nos recebeu em seu gabinete e vamos contribuir com a readequação do projeto e seguir cobrando a sua aprovação no Congresso” comentou o presidente da ACONEXA, professor Renato Saraiva.

Próximos passos do PL

A partir desta quinta-feira, 16, o relator do PL, Dep. Luiz Flávio Gomes, vai começar a receber sugestões para o Estatuto e analisar os 46 projetos apensados ao PL 252/2004 para assim elaborar o seu relatório. “Estamos muito determinados a aprovar o Estatuto do Concurso público para garantir que os concurseiros tenham seus direitos garantidos e impedir abusos e desrespeitos a legislação brasileira”, comentou o Dep. Luiz Flávio Gomes.


Direção da ANPAC no gabinete do deputado Luiz Flávio Gomes

Direção da ANPAC no gabinete do deputado Luiz Flávio Gomes - Crédito: Divulgação

Embora o número de vagas não tenha sido anunciado, a seleção contará com oportunidades para o cargo de técnico judiciário, destinado a quem possui apenas ensino médio
Embora o número de vagas não tenha sido anunciado, a seleção contará com oportunidades para o cargo de técnico judiciário, destinado a quem possui apenas ensino médioFoto: Divulgação

O TJ CE (Tribunal de Justiça do Estado do Ceará), já está em fase de escolha da banca organizadora do seu novo concurso público 2019. O projeto básico da seleção foi assinado em 1º de abril pelo presidente do órgão, desembargador Washington Araújo e se encontra em análise por parte das empresas interessadas. Assim que escolhida, poderá ser definida a data de publicação do edital de abertura de inscrições.

Embora o número de vagas não tenha sido anunciado, a seleção contará com oportunidades para o cargo de técnico judiciário, destinado a quem possui apenas ensino médio. As respectivas especialidades que contarão com vagas ainda serão confirmadas. A remuneração inicial da carreira atualmente é de R$ 3.913,43. Também já está certo que a seleção contará com a possibilidade de formar cadastro reserva de pessoal, além das vagas imediatas que serão oferecidas.

A comissão do concurso tem como presidente a desembargadora Marlúcia Araújo Bezerra. Como coordenadora, foi indicada a secretária de gestão de pessoas do órgão, Vládia Santos Teixeira. Conta, ainda, com os seguintes membros: Alexandre Diogo de Saboya Cruz; Lya Vasconcelos Lima Gomes e Giovana Augusta Brasileiro Lobo.
De acordo com levantamento divulgado pelo órgão em 2018, o TJ/CE conta com um total de 27 vagas em aberto para o cargo.

Saiba como foi o último Concurso do TJ CE

O último concurso do órgão ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 238 vagas, sendo 120 para técnicos e 118 para analistas. No caso de técnicos, as opções foram para as áreas judiciária, técnico administrativo, técnico administrativo – desenho auxiliado por computador e técnico administrativo na área de edificações.

A banca organizadora foi o Cespe/UnB e a prova objetiva contou com 80 questões, sendo 30 de conhecimentos básicos e 50 de conhecimentos específicos. Além disso, o concurso contou com uma prova discursiva e, para a classificação final, também foram considerados títulos.

Na parte de conhecimentos básicos foram abordados temas de língua portuguesa, noções de informática e código de organização judiciária do estado do Ceará.

No caso de agente, para preenchimento por meio de concurso,a remuneração básica inicial é de R$ 937
No caso de agente, para preenchimento por meio de concurso,a remuneração básica inicial é de R$ 937Foto: Divulgação

A Fundac/PB (Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida) já constituiu a comissão organizadora do seu novo concurso público 2019. Com isto, a publicação do edital de abertura de inscrições segue prevista para agosto, segundo informações do órgão. A seleção é aguardada desde 2017, quando o então governador Ricardo Coutinho sancionou a lei 10.982, que cria 322 vagas no órgão.

Do total de oportunidades, 300 são para o cargo de agente socioeducativo, para preenchimento por meio do novo certame, e as 32 restantes são para o cargo de supervisor de unidade de internação socioeducativa, carreira comissionada.

No caso de agente, para preenchimento por meio de concurso,a remuneração básica inicial é de R$ 937, para jornada de trabalho de 40 horas semanais, podendo ser submetido ao regime de plantão de 12X36 horas e revezamento no período diurno e noturno. Os servidores também contarão com gratificação de atividades especiais e de risco, que constará de 40% do salário base, elevando a remuneração para R$ 1.311,80. Para concorrer será necessário possuir apenas ensino médio.

A comissão do concurso é presidida pela servidora Marlene Rodrigues da Silva e conta, ainda, com os seguintes membros: Maria das Graças Aquino Teixeira da Rocha, José Carlos da Silva, Cláudia Fernandes Gomes, Maria da Conceição de Albuquerque Dias e Paulo Sérgio Cavalcanti de Brito

O que faz o agente socioeducativo da Fundac PB

Entre as atribuições da carreira cabe intervir, de forma direta ou indireta, nos processos socioeducativos, através do diálogo,orientações técnicas e administrativas, participar da elaboração e avaliação do Plano Individual de Atendimento, registrar irregularidades e fatos importantes para o atendimento técnico, realizar e controlar movimentação interna dos socioeducandos, atuar como canal de comunicação entre os socioeducandos e diversos setores de atendimento técnico da unidade, acompanhar atividades diárias,orientar e dar suporte aos socioeducandos de seu grupo de trabalho, facilitaras reuniões matinais e elaborar relatório do cotidiano, participar de reuniões periódicas para discutir o desenvolvimento dos socioeducandos, acompanhar socioeducandos em atividades extras, supervisionar o cumprimento de normas dos programas ou atividades que acompanha, acompanhar o socioeducando no alojamento, manter o bom funcionamento do alojamento e demais dependências da unidade, resolver conflitos imediatos, registrar em livro de ata o transcorrer do plantão, reconhecer e aplicar o projeto pedagógico da instituição, procurar atualizar-se em assuntos referentes à educação dos socioeducandos, participar com os socioeducandos das atividades de esporte, cultura e lazer, estar atento ao desenvolvimento dos socioeducandos sob sua responsabilidade, trabalhar em conjunto com os técnicos responsáveis pelos socioeducandos, despertar os socioeducandos e acompanhar a limpeza matinal ea higiene pessoal dos socioeducandos.

Saiba como será o concurso Fundac PB

Quando realizado, o concurso da Fundac PB para o cargo de agente socioeducativo contará com cinco fases, incluindo provas objetivas, testes de capacidade física, exame psicotécnico, investigação social e curso de formação profissional.

UFPE
UFPEFoto: Divulgação

Encontram-se abertas as inscrições do concurso da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) para preenchimento de 34 vagas para cargos técnico-administrativos em educação. Ofertas serão lotadas nas cidades de Recife, Vitória de Santo Antão e Caruaru.

Quem tem o ensino médio e/ou curso técnico pode disputar os empregos de confeccionador de instrumentos musicais (1 vaga), editor de imagem (2), técnico de laboratório nas áreas de informática (6), mecânica (1), morfofuncional (2) e mineração (1), técnico em audiovisual (5), técnico em química (1), técnico em segurança do trabalho (3) e tradutor e intérprete de linguagem de sinais (8). O salário inicial é de R$ 2.446,96.

Aqueles que têm o nível superior estão aptos às carreiras de analista de tecnologia da informação - suporte/redes (1), engenheiro de segurança do trabalho (2) e físico (1). A remuneração é de R$ 4.180,66.

Para participar do concurso da UFPE o candidatos deve preencher a ficha cadastral no site www.cec.ufpe.br e efetuar o pagamento da taxa, nos valores de R$ 78,00 (níveis médio e técnico) e R$ 125 (formação superior). As inscrições serão recebidas até o dia 9 de junho de 2019.

Provas do concurso da UFPE

Todos os participantes serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela contemplará questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de português, matemática, noções de informática e/ou conhecimentos específicos.

Com duração máxima de quatro horas, o exame será aplicado na região metropolitana do Recife/PE, Caruaru/PE e Vitória de Santo Antão/PE no dia 21 de julho de 2019, em locais e horários a serem divulgados, oportunamente, no edital de convocação.

O concurso da UFPE ainda contará com prova prática para os cargos de confeccionador de instrumentos musicais, editor de imagem, técnico de laboratório (áreas informática, mecânica mineração e morfofuncional), técnico em audiovisual, técnico em química, técnico em segurança do trabalho e tradutor e intérprete de linguagem de sinais.

TCE
TCEFoto: Divulgação

O Tribunal de Contas de Pernambuco publicou nesta terça-feira (30) no Diário Oficial a nomeação de 41 novos servidores aprovados no concurso homologado em dezembro de 2017 para o provimento de diversos cargos. A nomeação, assinada pelo presidente Marcos Loreto, está alinhada com a diretriz de combate à corrupção da atual gestão, bem como com a necessidade do preenchimento de vagas em decorrência de pedidos de aposentadoria.

A posse dos servidores está prevista para o próximo dia 27/05 e até lá deverão providenciar a documentação necessária para o início de suas atividades no órgão.

No geral foram nomeados vinte e dois Auditores de Controle Externo (Área de Auditoria de Contas Públicas), um servidor para o cargo de Auditor de Controle Externo (Área de Auditoria de Obras Públicas), um Analista de Gestão (Área de Julgamento), cinco Analistas de Gestão (Área de Administração), além de doze Analistas de Controle Externo (Área de Auditoria de Contas Públicas).

O TCE está entrando em contato com os novos servidores por e-mail e os interessados também podem falar com a Gerência de Cadastro pelo telefone (81) 3181 7659, para tirar eventuais dúvidas.

Clique aqui e confira os nomes dos servidores nomeados.

Rafael Barbosa orienta ter cuidado com o planejamento
Rafael Barbosa orienta ter cuidado com o planejamentoFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

A aprovação em concurso público costuma ser uma meta de longo prazo que requer planejamento e dedicação. A alta concorrência e o nível cada vez mais aprofundado e específico dos exames têm exigido muito dos concurseiros, que podem levar anos para conquistar o cargo dos sonhos.

Pensando em aproveitar melhor o tempo de preparação e garantir mais foco e eficiência nos estudos, o professor e coach do Estratégia Concursos, Rafael Barbosa, criador do Método 4.2 Revisão, trouxe algumas dicas para os nossos leitores, que também estão disponíveis nas redes sociais e no canal do Youtube da FolhaPE.

“A base desse método é o controle e o balanceamento entre teoria, revisão e exercícios. E o cuidado com o excesso de revisões, que acaba tirando o tempo de se fazer questões, fundamental para dar mais eficácia e treinamento ao aluno. Tem muita gente que sabe muito de teoria e vai mal na hora da prova. Teoria sem contato com as questões não é eficiente, pois eu costumo dizer que os concursos cobram disciplinas aplicadas”, explica Rafael.

Segundo o professor, estudar em casa, em salas de estudo ou biblioteca é o mais indicado. Ele recomenda cuidado com o planejamento e com a divisão do calendário para cada disciplina, bem como o equilíbrio entre leitura, resolução de questões e revisão. “A mágica está na distribuição do tempo”. Segundo ele, para os dias de estudo de teoria, o concurseiro deve dedicar 75% do tempo para leitura e 25% para questões. E essa proporção deve se inverter para os dias de revisão.

“Faça um diário de estudos, anote quais assuntos estudou e quantas questões fez. Eu recomendo fazer entre 10 e 20 questões nos dias de teoria para fixar o assunto”, orienta Rafael.

Método 4.2 Revisão
O Método consiste em estudar quatro dias de teoria e dois de revisão, daí o significado de 4.2. Os estudos devem ser sempre acompanhados de revisão. Para auxiliar os concurseiros, o professor está escrevendo um livro sobre o assunto, que deve ser lançado ainda este ano. Para quem quiser conhecer de forma mais aprofundada, basta acessar o canal do Youtube e perfil do Instagram @prof.rafaelbarbosa, ou procurar o Programa de Coaching do Estratégia Concursos.

Com essa ferramenta, o concurseiro passa a ganhar tempo para focar na fixação do conteúdo com mais qualidade. De acordo com o método, o estudo é dividido em teoria, questões e revisão. É a partir desse tripé que o aprendizado vai se estruturar. Para isso, é necessário saber fazer um planejamento diário. Depois de distribuir o tempo, é o momento de organizar as disciplinas em períodos que variam de 60 a 120 minutos. Este é o tempo máximo por disciplina para que o estudante não perca o foco”, afirma o professor.

Método 4.2 de revisão

Método 4.2 de revisão - Arte/Folha de Pernambuco


Trajetória
Pernambucano natural de Paulista, Rafael Barbosa é bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília-UnB, com pós-graduação em Auditoria e Perícia Contábil. Foi professor na Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. É autor do livro Contabilidade Geral de Bolso (ed. Método). Já foi aprovado em cinco concursos de nível superior, incluindo o cargo de Analista Judiciário do TRT-RN e outras cinco aprovações em cargos de auditor, totalizando 10 aprovações em concursos em apenas três anos. Hoje, aos 35 anos, Rafael é Auditor Fiscal da Fazenda de Pernambuco.

Colégio de Aplicação da UFPE
Colégio de Aplicação da UFPEFoto: Divulgação

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) abriu concurso público para selecionar seis professores para o Colégio de Aplicação (CAp) da instituição. Segundo a universidade, as inscrições serão feitas de 28 de janeiro a 26 de fevereiro e serão exclusivamente por via postal.

Os documentos exigidos para a inscrição estão listados no edital do certame, que está disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe). Os selecionados trabalharão em regime de dedicação exclusiva com uma remuneração de R$ 4.463,93.

Leia também:
UFRPE abrirá concurso para preenchimento de 20 vagas
PGE-PE abre 88 vagas e cadastro de reserva para várias áreas


Do total de vagas, duas são disponibilizadas em Estudos Sociais/Geografia; uma em Comunicação e Expressão e Educação Artística/Dança; uma em Comunicação e Expressão e Educação Artística/Artes; uma em Comunicação e Expressão e Educação Artística/Espanhol; e uma em Ciências Exatas e da Natureza/Química.

A inscrição custa R$ 239,00 e deve ser paga exclusivamente em agência do Banco do Brasil por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU/Simples). Os candidatos têm de 14 a 19 de janeiro para solicitar isenção.

O concurso terá prova escrita; prova didática ou didático-prática; e julgamento de títulos. As provas serão realizadas no prazo de até 90 dias a contar da data de encerramento das inscrições, em locais, datas e horários previstos no cronograma do concurso, que será afixado na secretaria do CAp e disponibilizado no site da Progepe, com antecedência mínima de dez dias da data de seu início.

O prazo de validade do concurso é de um ano, contado a partir da data da publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da administração.

As inscrições para cargos na Prefeitura de Caetés se encerram neste domingo (9)
As inscrições para cargos na Prefeitura de Caetés se encerram neste domingo (9)Foto: Divulgação

As inscrições para o concurso público da Prefeitura de Caetés, no Agreste de Pernambuco, terminam neste domingo (9). Serão disponibilizadas 214 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior, com remuneração que varia de R$ 954 a R$ 1.989,87. Os interessados podem acessar o endereço eletrônico www.upenet.com.br e efetuar a inscrição que custa R$ 65 (fundamental), R$ 80 (médio) e R$ 90 (superior).

Para os cargos de Professor o concurso será realizado em duas etapas, sendo a primeira constituída de Prova Objetiva de Conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório, e a segunda constituída de Análise de Títulos, de caráter meramente classificatório. Para os demais cargos o concurso será realizado em etapa única, com Prova Objetiva de Conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório. Os exames serão aplicados no município e se houver necessidade, em cidades vizinhas.

Outras informações podem ser obtidas no site do Conupe (www.upenet.com.br) no link 'Prefeitura do Município de Caetés', através do e-mail: conupe.caetes@gmail.com ou nos telefones: (81) 3033-7394 / 7397.

Confira o edital completo:



Ministro do Planejamento, Esteves Colnago
Ministro do Planejamento, Esteves ColnagoFoto: Flickr

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou na última sexta (31), durante a apresentação do Orçamento de 2019, que não há previsão para novos concursos no ano que vem. As informações são da Agência Brasil.

Caso o próximo governo queira abrir concurso, contará com uma reserva técnica de R$ 411 milhões no Orçamento. "O que existe é uma reserva de segurança, que se o presidente entender que precisa fazer concurso, ele tem esses R$ 411 milhões. Se ele decidir não fazer, ele pode realocar [o recurso]", explicou o ministro. O valor também foi reservado para cumprir eventuais decisões judiciais que obriguem o governo a realizar algum concurso público em determinada área.

Segundo Colnago, só estão reservados recursos para bancar a contratação de novos servidores de processos seletivos já autorizados ou em andamento, que são cinco no total: Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e o chamado banco de professor equivalente do Ministério da Educação (MEC), que permite a abertura de concurso em universidades federais sempre que há vaga de docente disponível.

Leia também:
Ministro da Fazenda defende manutenção do teto dos gastos públicos
Temer diz que apoiará transição para próximo governo

O ministro informou que o governo alocou no Orçamento do ano que vem R$ 200 milhões para gastos que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografica e Estatística) terá com a realização do Censo Demográfico em 2020. O valor, no entanto, é inferior aos R$ 344 milhões solicitados pela autarquia ao Ministério do Planejamento.

De acordo com Colnago, o restante será complementado com a aprovação de emendas parlamentares no Congresso Nacional. Ele também disse que o recurso poderia vir do montante de R$ 4,7 bilhões que serão economizados caso o Legislativo aprove a Medida Provisória que adia por mais um ano o reajuste dos servidores federais.

Grandes companhias anunciam vagas  com salários acima dos R$ 6 mil
Grandes companhias anunciam vagas com salários acima dos R$ 6 milFoto: Lehi Heenri / Folha de Pernambuco

Os programas de trainee são a principal porta de entrada para o recém-formado ingressar em uma grande companhia. Sem contar que, de forma geral, oferecem as maiores remunerações do mercado entre estudantes em final de graduações e recém-formados. É de se esperar, então, que o nível de exigência dos processos seletivos sejam no nível das ofertas: de alto nível.

Obviamente, cada empresa tem seu próprio repertório de exigências que tornam os aspirantes habilitados a preencher as vagas, mas algumas são comuns na maioria. É fundamental o domínio de pelo menos um idioma, geralmente inglês, mas é bom lembrar que quanto mais melhor, conhecimento da cultura da empresa e experiências internacionais.

Leia também:
Prefeitura do Paulista divulga resultado de concurso público
Concurso: aplicativos de questões complementam estudos

A vice-presidente de Recursos Humanos do Santander, Vanessa Lobato, acrescenta a esse rol inicial de exigências a capacidade de contestar e ao mesmo tempo se inquietar em busca de melhores práticas como característica frequente entre os colaboradores do Santander.

“Somos uma empresa que valoriza a ruptura de velhos hábitos e novas sugestões. Que reconhece os funcionários com essa iniciativa, com espírito empreendedor e gana de fazer acontecer. A seleção dos trainees é norteada por essa cultura. Buscamos candidatos com garra, inteligência emocional, confiáveis, empreendedores, influenciadores, colaboradores e que contribuam no desenvolvimento das pessoas”, explicou.

Com esse conselho a postos, confira algumas empresas que estão com a plaquinha “Estamos contratando”. Quem sabe não é a hora de dar um salto na vida profissional?

Santander

Está com inscrições abertas para o Programa de Trainee de 2018 e busca recém-formados que tenham concluído o curso a partir de dezembro de 2016 ou universitários que se formem até dezembro de 2018, de qualquer universidade brasileira e área de conhecimento. A seleção terá seis etapas. Os candidatos realizarão testes online de inglês, raciocínio lógico e um assessment online.

Em seguida, teremos uma etapa de vídeo, com foco na trajetória de vida de cada um. Nas últimas fases, os candidatos resolverão cases de negócio (online e presencial). Serão selecionados cerca de 30 candidatos, que iniciarão as atividades em novembro deste ano. As inscrições devem ser feitas até 10 de setembro pelo site www.grupociadetalentos.com.br/traineesantander.

O salário oferecido é de R$ 6,2 mil, mais benefícios como plano de saúde, odontológico, vale refeição e alimentação, participação nos lucros, entre outros.

Ambev

O principal nome na área de bebidas do Brasil (cervejas e refrigerantes) está oferecendo remuneração inicial de R$ R$ 6.400, nada mal, hein? A empresa não divulga a quantidade de vagas e aceita inscrições até 10 de setembro. Os concorrentes devem ter até dois anos de formados ou previsão de conclusão do curso para o final de 2018. Também não restringe as áreas de conhecimento. O mês previsto para admissão é janeiro.

Andrade Gutierrez

Empresa do setor de óleo, gás e energia, não informa a quantidade de vagas, mas define as áreas contempladas pelo seu programa de trainee: Administração (com todas as ênfases), Arquitetura e urbanismo, Ciências contábeis, Ciências sociais, Comércio exterior, Comunicação social , Direito, Economia, Engenharias (todas), Estatística, Física, Matemática, Marketing, Química, Psicologia, Publicidade e propaganda e Relações Públicas. É fundamental que o candidato tenha se formado entre dezembro de 2015 e dezembro de 2018. Inscrições até 2 de setembro no site: grupociadetalentos.vagas.com.br.

comece o dia bem informado: