Foram encontrados 5 resultados para "Outubro 2019":

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o mestre e doutor em economia e professor da Unibra, Julyan Lins. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141

Para quem está endividado com Bancos, como, onde e quando fazer melhores negociações para pagar débitos do cartão bancário e adiantamento de 13º? (Humberto Gap)

Ao procurar a instituição financeira credora procure fazer uma negociação que dê um bom desconto na dívida, e que a taxa de juros embutida nas novas parcelas seja menor. Se tiver alguma reserva financeira, use isso para barganhar uma redução ainda maior. Se já conversou alguma negociação e não obteve sucesso, uma solução é tentar contrair um empréstimo que cobre juros bem mais baixos que os da dívida atual e pagá-la à vista exigindo desconto.

Neste caso, você terá uma nova dívida que crescerá a taxas menores que a anterior, o que pode dar um alívio durante certo tempo. Fique atento também aos mutirões de negociações de dívidas com Bancos que geralmente acontece com o apoio do Procon.

Como e onde investir R$ 30 mil? (Gilmar Macedo)

Para um investidor iniciante, sugiro aplicações que permita alta liquidez, ou seja, que você possa retirar o dinheiro a qualquer momento sem grandes problemas. Uma boa opção é investir no chamado “tesouro Selic de curto prazo” ou em “fundos de investimento em ações”. Basicamente, enquanto que no primeiro seu ganho vem de juros sobre o valor investido, no segundo você se torna dono de parte de uma carteira de ações de empresas e seu ganho advém da valorização do preço destas ações.

Se você optar pelos títulos do tesouro, saiba que a rentabilidade atualmente está baixa (mas superior à poupança) e a vantagem é que você não corre o risco de perder parte ou toda sua aplicação. No fundo de investimento há possibilidade bem maior de ganhos, embora há também o risco de perda do dinheiro investido. Avalie se está disposto a ter menores ganhos com mais segurança ou ganhos mais altos com risco de perda. Atualmente a melhor forma de fazer investimentos, com as melhores opções de ativos, é através de corretoras. Procure na internet alguma bem conhecida, abra sua conta e verifique, com calma, as melhores opções para você.

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Neste espaço, você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Quem responde é o analista de investimentos da Finacap, Alexandre Brito. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.

Onde investir R$ 500 e ter bom retorno? (Carlos Alberto)

Carlos, considerando o montante disponível para investimento, recomendaria duas opções de investimento acessíveis mas que possuem boa segurança e rentabilidade: Títulos do Tesouro Selic (antiga LFT) e Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B). Ambos os títulos são emitidos pela União, ou seja, o investimento mais seguro a nível nacional. Para o Tesouro Selic, a liquidez é maior do que o do IPCA+, bem como a rentabilidade é menor - com a taxa de juros atual. Todavia, no Tesouro IPCA+, em que você corre maior risco e que apresenta maior oscilação de preços, há a possibilidade de maiores retornos.

De qualquer forma, ambos, como investimentos de renda fixa, caso mantenha a aplicação até a data de vencimento, você receberá exatamente a rentabilidade bruta contratada. Ressalto a importância de você considerar sua carteira de investimentos como um todo e prezar pela diversificação.

Tenho um imóvel quitado e irei financiar outro imóvel. Vendo esse imóvel para abater no financiamento ou alugo para pagar as parcelas do financiamento? (Felipe Araújo)

Felipe, na contratação de qualquer financiamento ou empréstimo, é importante considerar se você conseguiria, em seus investimentos, uma melhor taxa de retorno. Ou seja, no caso específico da compra de um imóvel, se a taxa de retorno que você espera com essa compra for menor do que os juros cobrados pela instituição financeira, não é uma boa opção na ótica de um ativo para investimento.

Caso você esteja decidido para o financiamento deste imóvel, acredito que, pelo cenário atual do mercado de construção civil, seja mais prudente aguardar para vender seu imóvel quitado mais a frente. Sendo assim, usaria o aluguel para abater as parcelas do financiamento. De qualquer forma, deve ser avaliado a contrapartida da instituição financeira em caso de maior entrada e diminuição do saldo devedor.

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o analista financeiro Arthur Lemos. Mande sua pergunta também para [email protected] ou para o WhatsApp (81) 9479-6141.

Como escolher uma boa ação e saber como investir nela? - Silvio Luis.

Existem várias métricas e estratégias que podem ser utilizadas pelo investidor para escolher quais ações vender, quais ações comprar e quando comprá-las. Você pode usar a escola da análise técnica ou gráfica e fazer isso através de elementos gráficos. Ou, você pode fazer isso através da escola fundamentalista, que está preocupada em entender os fundamentos da empresa.

Para a maioria das pessoas, é recomendado que, ao investir em ações, em vez de acompanhar a cotação da ação, o investidor deveria imaginar ser sócio de uma empresa que não é listada. Assim, fica a pergunta: o que você faria? Você iria acompanhar o que realmente gera valor e o que realmente é importante.


Para um objetivo de médio e longo prazo, é viável aplicar em uma Selic com taxa pequena? - Diego Sabino

Para objetivos de médio e longo prazo, há uma probabilidade maior de obter retornos maiores se o investidor direcionar os recursos para uma carteira de investimentos diversificada que inclusive tem parte dela dedicada a investimentos de renda variável. É importante buscar conhecimento antes de iniciar os investimentos, uma vez que existe a possibilidade de perda na renda variável.

Ou seja, uma Selic menor resulta em ganhos nominais menores, e é justamente por isso que o investidor deveria levar em consideração títulos de renda variável como por exemplo as ações. É sempre importante observar que o que importa para o investidor é o ganho real, muito embora a Selic esteja menor, o ganho real que o investidor tem hoje não é tão menor quanto era no passado recente, onde a Selic era maior, porém a inflação era maior também.

Aplicação rentável
Aplicação rentávelFoto: Arte/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o analista de investimentos da Finacap, Alexandre Brito. Mande sua pergunta também para [email protected].br ou para o WhatsApp (81) 9479-6141. 

Tenho R$ 10 mil para ser aplicado em um prazo de 60 meses. Como saber qual a aplicação mais rentável e verificar os riscos? (José Sarto)

José, pelo valor e prazo recomendaria fundos de investimentos em ações. A perspectiva econômica atual mostra uma boa probabilidade das taxas de juros se manterem baixas estruturalmente para os próximos anos. Esse cenário é propício para investimentos de maior risco. Ademais, como você possui um prazo de horizonte de investimento de médio a longo prazo, é mais suscetível a tomada de risco. A grande vantagem de investir através de um fundo é ter acesso a uma equipe de gestão profissional para administrar seus recursos, eficiência tributária e a capacidade de diversificar seu investimento em uma única aplicação.

Qual a aplicação mais rentável e segura atualmente? (Ana Elisabete)

Ana, a aplicação mais segura possível no Brasil é a do Tesouro Selic, pois são títulos emitidos do Governo Federal. Entretanto, tais títulos são atrelados à taxa de juros básica do Brasil (Selic) a qual vem apresentando sucessivas quedas e, provavelmente, deve se manter em patamares baixos. Sendo assim, a rentabilidade de seu capital não será tão elevada, como foi no passado. Recomendo que você preze pela diversificação do seu patrimônio - a depender do seu perfil como investidora - correndo alguns riscos para melhor rentabilidade.

Folha Finanças
Folha FinançasFoto: Hugo Carvalho/Folha de Pernambuco

Aqui nesse espaço você encontra esclarecimentos de especialistas sobre como investir o seu dinheiro. Nesta semana, quem responde é o especialista financeiro da Magnetis Investimentos, Daniel Jannuzzi. Mande sua pergunta também para [email protected].br ou para o WhatsApp (81) 9479-6141

Como poderia aplicar R$ 500 para um retorno rápido? - Basílio Targino

Todo investimento demanda um prazo longo para se obter um retorno alto e consistente comparado aos demais tipos de investimento. Não existem atalhos para a construção de patrimônio e, antes de pensar no retorno, é importante ter um planejamento para evitar tomar riscos desnecessários. Recomendo muito cuidado com as fórmulas mágicas de ganho em um curto prazo, uma vez que o retorno futuro não pode ser garantido se recorrer a esse tipo de investimento.


Com a baixa da Selic, seria melhor fazer investimentos de longo prazo? - Fred Magalhães

É sempre importante fazer investimentos de longo prazo. Independentemente da Taxa Selic, sempre teremos objetivos de longo prazo, como comprar uma casa, comprar um carro, se aposentar, por exemplo, e para isso acontecer é fundamental que tenhamos um planejamento para que o retorno financeiro chegue de acordo com o objetivo do investimento feito.

comece o dia bem informado: