BNB vai financiar geração de energia solar em casa

Banco vai usar recursos do FNE Sol para auxiliar a compra de paineis fotovoltaicos por pessoas físicas

Reunião do CondelReunião do Condel - Foto: Divulgação

Os nordestinos que desejam ter um painel de geração de energia solar em casa agora podem financiar este equipamento com juros reduzidos. É que o Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) decidiu incentivar a geração fotovoltaica em residências. Por isso, o Banco do Nordeste (BNB) vai passar a oferecer empréstimos para pessoas físicas que querem se tornar microgeradoras de energia elétrica.

O financiamento será ofertado por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Por isso, segundo o BNB e o Ministério da Integração, poderá ser pago em até oito anos e contará com juros anuais de 6,24%. “O financiamento será ofertado dentro do FNE Sol, que já se aplica a empresas e agora também vai financiar pessoas físicas. Por isso, terá um dos menores juros do mercado, além de três anos de carência. E nós ainda vamos trabalhar para que o valor da prestação se aproxime do que os consumidores pagam hoje em energia elétrica”, afirmou o superintendente de negócios de varejo do BNB, Luiz Sérgio Machado. Ele frisou, contudo, que o crédito só será ofertado para consumidores que vivem perto de linhas de distribuição. Afinal, a energia gerada em casa também precisa ser transferida para as distribuidoras.

Leia também:
Linhas de crédito para energia e educação serão disponibilizados no Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país
Leilão de energia renovável deve manter forte concorrência


Com isso, a expectativa é que a matriz energética nacional fique cada vez mais limpa e que os consumidores da região gastem menos com a conta de luz. “Temos sol em abundância no Nordeste. Então, o consumidor poderá gerar a própria energia. E, em caso de excesso de produção, poderá repassar ou receber bônus da distribuidora. Por isso, o cidadão nordestino poderá baratear a sua conta de luz”, explicou o superintendente da Sudene, Marcelo Neves. “Além disso, o módulo fotovoltaico será pago em até oito anos, mas costuma ter uma vida útil de 20 a 25 anos”, completou Machado.

Condel
Depois de dez anos sem a presença de um presidente da República, a reunião do Condel foi realizada em Brasília, para contar com a participação de Michel Temer, ontem. Por isso, a Sudene aproveitou para pedir apoio na aprovação do projeto de lei que busca a renovação dos incentivos fiscais do Nordeste. Segundo Neves, o incentivo prevê a redução de até 82,5% do Imposto de Renda sobre o lucro da pessoa jurídica e já garantiu a instalação de muitas empresas no Nordeste, mas deve expirar no fim deste ano. O governador Paulo Câmara também solicitou celeridade na renovação dos benefícios fiscais do setor automotivo, que foi prometida por Temer em visita à Fábrica da Jeep de Goiana, no mês passado.

Veja também

Ninguém acerta a Mega-Sena, e prêmio principal acumula em R$ 7 milhões
LOTERIA

Ninguém acerta a Mega-Sena, e prêmio acumula em R$ 7 milhões

Famílias aproveitam queda nos juros para comprar casa própria mais cara
CASA PRÓPRIA

Famílias aproveitam queda nos juros para comprar casa própria mais cara