BNB vai financiar geração de energia solar em casa

Banco vai usar recursos do FNE Sol para auxiliar a compra de paineis fotovoltaicos por pessoas físicas

Reunião do CondelReunião do Condel - Foto: Divulgação

Os nordestinos que desejam ter um painel de geração de energia solar em casa agora podem financiar este equipamento com juros reduzidos. É que o Conselho Deliberativo (Condel) da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) decidiu incentivar a geração fotovoltaica em residências. Por isso, o Banco do Nordeste (BNB) vai passar a oferecer empréstimos para pessoas físicas que querem se tornar microgeradoras de energia elétrica.

O financiamento será ofertado por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Por isso, segundo o BNB e o Ministério da Integração, poderá ser pago em até oito anos e contará com juros anuais de 6,24%. “O financiamento será ofertado dentro do FNE Sol, que já se aplica a empresas e agora também vai financiar pessoas físicas. Por isso, terá um dos menores juros do mercado, além de três anos de carência. E nós ainda vamos trabalhar para que o valor da prestação se aproxime do que os consumidores pagam hoje em energia elétrica”, afirmou o superintendente de negócios de varejo do BNB, Luiz Sérgio Machado. Ele frisou, contudo, que o crédito só será ofertado para consumidores que vivem perto de linhas de distribuição. Afinal, a energia gerada em casa também precisa ser transferida para as distribuidoras.

Leia também:
Linhas de crédito para energia e educação serão disponibilizados no Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país
Leilão de energia renovável deve manter forte concorrência


Com isso, a expectativa é que a matriz energética nacional fique cada vez mais limpa e que os consumidores da região gastem menos com a conta de luz. “Temos sol em abundância no Nordeste. Então, o consumidor poderá gerar a própria energia. E, em caso de excesso de produção, poderá repassar ou receber bônus da distribuidora. Por isso, o cidadão nordestino poderá baratear a sua conta de luz”, explicou o superintendente da Sudene, Marcelo Neves. “Além disso, o módulo fotovoltaico será pago em até oito anos, mas costuma ter uma vida útil de 20 a 25 anos”, completou Machado.

Condel
Depois de dez anos sem a presença de um presidente da República, a reunião do Condel foi realizada em Brasília, para contar com a participação de Michel Temer, ontem. Por isso, a Sudene aproveitou para pedir apoio na aprovação do projeto de lei que busca a renovação dos incentivos fiscais do Nordeste. Segundo Neves, o incentivo prevê a redução de até 82,5% do Imposto de Renda sobre o lucro da pessoa jurídica e já garantiu a instalação de muitas empresas no Nordeste, mas deve expirar no fim deste ano. O governador Paulo Câmara também solicitou celeridade na renovação dos benefícios fiscais do setor automotivo, que foi prometida por Temer em visita à Fábrica da Jeep de Goiana, no mês passado.

Veja também

Gol retoma voos diários para Fernando de Noronha
Turismo

Gol retoma voos diários para Fernando de Noronha

INSS permite remarcação de perícia médica por meio da Central 135
INSS

INSS permite remarcação de perícia médica por meio da Central 135