BNDES habilita 20 consórcios para privatizações de saneamento

Segundo documentos publicados no site do banco, quatro consórcios não foram qualificados por não atenderem às exigências técnicas

Estação de tratamentoEstação de tratamento - Foto: Compesa

O BNDES habilitou 20 consórcios para a disputa de seis leilões de privatização de empresas estaduais de saneamento nas regiões norte e nordeste. A previsão é que os editais de licitação sejam divulgados ainda neste mês.

De acordo com documentos publicados no site do banco, quatro consórcios não foram qualificados por não atenderem às exigências técnicas. Um quinto deu entrada no processo fora do prazo e também não foi aceito.

Os consórcios habilitados estão aptos a disputar os leilões de concessão das empresas de saneamento de Pernambuco, Maranhão, Pará, Amapá, Sergipe e Alagoas.
Em sua maioria, são compostos por empresas de advocacia e engenharia.
De acordo com o BNDES, os consórcios têm um prazo de cinco dias para recorrer da decisão. A resposta final será dada em um prazo de mais cinco dias.

A expectativa é que os editais sejam lançados após esses prazos. Serão as primeiras empresas de saneamento concedidas a partir da nova política do banco, que defende a universalização do atendimento às redes de água e esgoto.
Após os leilões iniciais, uma nova rodada poderá ser aberta, abrangendo outros estados interessados em privatizar o serviço.

Veja também

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Loteria

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

Nova Fiat Toro 2022 chega com mudanças no design, mais tecnologia e motor turbo
Veículos

Nova Fiat Toro 2022 chega com mudanças no design, mais tecnologia e motor turbo