Bolsa cai abaixo dos 100 mil pontos e dólar bate os R$ 4,51

No Brasil, o dólar sobe 0,73%, a R$ 4,51, novo recorde nominal

Dólar americanoDólar americano - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A Bolsa de Valores brasileira opera novamente em forte queda nesta sexta-feira (28). Na mínima do dia, o Ibovespa recuou 3%, a 99.950 pontos, abaixo da marca histórica dos 100 mil pontos. No momento, o índice cede 2,2%.

Nos Estados Unidos, as Bolsas caem mais de 3% e na Europa, mais de 4%. Investidores no mundo todo seguem temendo que a rápida disseminação do novo coronavírus fora da China possa desencadear uma recessão global.

No Brasil, o dólar sobe 0,73%, a R$ 4,51, novo recorde nominal (sem contar a inflação). Dentre emergentes, o real é a terceira divisa que mais se desvaloriza na sessão, atrás apenas dos pesos argentino e chileno.

Leia também:
Dólar abre com alta de 0,6% e atinge R$ 4,50; Bolsas europeias caem
Bolsonaro culpa surto do novo coronavírus por alta de dólar


Este é o quinto pregão consecutivo em que a Bolsa brasileira registra baixa. Desde a volta de feriado de Carnaval, a queda acumulada é de quase 10%. Na quinta (27), o Ibovespa fechou em recuo de 2,6%, a 102.983 pontos, enquanto o dólar subiu 0,6%, a R$ 4,77, chegando ao novo recorde nominal.

Veja também

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela CEF
Seguro

Pagamento de indenizações do DPVAT passa a ser feito pela CEF

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas
Ford

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas