Bolsas americanas batem recorde histórico e animam mercado brasileiro

Grandes companhias americanas divulgaram seus balanços do primeiro trimestre de 2019 nesta terça

Bolsa Bolsa  - Foto: Miguel Schincariol/AFP

Os índices americanos Nasdaq e S&P 500 bateram máximas históricas nesta terça-feira (23), injetando ânimo no mercado doméstico. A Bolsa brasileira também foi apoiada pela sessão para votação da reforma da Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e por acordos do governo com c e caminhoneiros sustentaram o viés positivo.

Grandes companhias americanas divulgaram seus balanços do primeiro trimestre de 2019 nesta terça. Gigantes como Coca-Cola, Twitter e Hasbro superaram as expectativas e puxaram a alta dos índices.

Leia também:
Com aumento do diesel, Petrobras puxa alta da Bolsa 

Com a temporada de resultados e a convicção de investidores de que o Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos) não aumentará os juros no curto prazo, abril tem sido um mês de ganhos nas Bolsas.

No dia 16, o índice de tecnologia Nasdaq voltou ao patamar dos 8 mil pontos, que não era atingido desde o fim de agosto de 2018. Nesta terça, o índice chegou aos 8.120 pontos, com alta de 1,32%.

O S&P 500, agrupamento das maiores companhias americanas listadas em Bolsa, acompanhou a tendência chegou a 2.933 pontos.

PREVIDÊNCIA

Investidores ganharam confiança com acordo entre governo Bolsonaro e centrão para a aprovação da reforma da Previdência.

Até o fechamento da Bolsa brasileira, a sessão da CCJ para votar a reforma seguia obstruída por tentativas da oposição de adiar a votação.

Segundo o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), a deliberação sobre parecer da proposta de emenda à Constituição (PEC) deve ser votada por volta de 21h.

Se aprovada, ela seguirá para comissão especial, cujo colegiado deve ser instalado na quinta (25). Os trabalhos, no entanto, devem ser iniciados por volta de 7 de maio por conta do feriado do dia 1º.

CAMINHONEIROS

Nesta segunda (22), o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, fechou acordo com líderes dos caminhoneiros para evitar uma paralisação prevista para o próximo dia 29.

O governo se comprometeu a implementar a política de frete mínimo e a fiscalizar e indexar preço do diesel na tabela do frete.

O Ibovespa, maior índice acionário do país, reagiu positivamente e subiu 1,41%, a 95.923 pontos. O giro financeiro foi de R$ 13,161 bilhões, abaixo da média diária para o ano.

O dólar, apesar da valorização no exterior, teve queda de 0,27%, a R$ 3,9230.

Veja também

Dólar cai para R$ 5,02 e Bolsa recua 0,9%
Mercado Financeiro

Dólar cai para R$ 5,02 e Bolsa recua 0,9%

Bolsonaro agora diz que caixa-preta do BNDES nunca existiu
BNDES

Bolsonaro agora diz que caixa-preta do BNDES nunca existiu