Mercado Financeiro

Bolsas têm queda à espera da "Super Quarta"

Ibovespa fechou em leve queda de 0,09%, aos 130.091 pontos e o dólar caiu 0,57%, para R$ 5,0420

IbovespaIbovespa - Foto: Nelson Almeida/AFP

A Bolsa de Valores brasileira encerrou a sessão, desta terça-feira (15), em leve queda de 0,09%, aos 130.091 pontos. Os investidores seguem na expectativa para as decisões de política monetária do Banco Central e do Federal Reserve (Fed, banco central americano), a serem divulgadas no que o mercado financeiro tem chamado de "Super Quarta" (16).

A expectativa da maioria dos analistas é que o Copom (Comitê de Política Monetária) do BC aumente a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano -contra os atuais 3,50% ao ano. Uns poucos, no entanto, passaram a projetar piora no quadro inflacionário e aumento de 1 ponto percentual.

O volume financeiro no pregão somou R$ 26,808 bilhões. A sessão também foi influenciada por movimentos ligados aos vencimentos de opções sobre o Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, e do índice futuro na quarta-feira.

Entre as principais quedas na Bolsa brasileira, o Banco Inter registrou queda de 2,73%, cotado em R$ 62,35, após o conselho de administração do banco digital ter aprovado uma oferta primária de units (ativos formados por mais de uma classe de valores mobiliários -ações ordinárias e preferenciais, por exemplo) com esforços restritos da ordem de R$ 5,5 bilhões. O preço da unit foi fixado em R$ 57,84. A divulgação do volume final da oferta está previsto para 24 de junho.

Os papéis da Azul caíram 2,66% e os da Hering recuaram 2,54% na sessão, em dia de ajuste de preços para várias ações que se beneficiaram da reabertura econômica.

A Vale, que tem um dos papéis de peso da Bolsa brasileira, recuou 1,77% na sessão, a R$ 111,70, apesar das altas nos preços do minério de ferro.

"O Ibovespa acabou sendo pressionado mais uma vez pelo setor siderúrgico e pelos receios de que a nova alta do minério de ferro nos últimos dias poderá forçar mais medidas restritivas por parte do governo chinês para frear a commodity", afirmou o analista da Clear Corretora, Rafael Ribeiro.

Entre as maiores altas, o destaque fica com SulAmérica -que subiu 4,84% na sessão diante da expectativa de elevação da taxa básica de juros no país na quarta-feira. Os papéis da PetroRio tiveram ganhos de 3,61%, acompanhando o dia positivo para o petróleo, cujo preço do barril se aproxima de US$ 74 (R$ 376,47).

Os índices acionários americanos também refletiram a expectativa dos investidores para um posicionamento do Fomc (comitê de política monetária dos EUA). Dow Jones, S&P e Nasdaq encerraram a sessão desta terça-feira (15) em quedas de 0,27%, 0,20% e 0,71%, respectivamente.

O foco dos agentes financeiros na política monetária brasileira e americana também trouxeram mais um dia de queda para o dólar, que caiu 0,57% ante o real, para R$ 5,0420.

Veja também

Lucro do Itaú cresce 55,6% no 2º trimestre e atinge R$ 6,5 bilhões
Balanço

Lucro do Itaú cresce 55,6% no 2º trimestre e atinge R$ 6,5 bilhões

Ministro defende privatização dos Correios em pronunciamento
CORREIOS

Ministro defende privatização dos Correios em pronunciamento