Brasil deve produzir 31,6 bilhões de litros de etanol este ano

Segundo a Conab, o etanol anidro, usado na mistura com a gasolina, deve chegar a 10,5 bilhões de litros, ou seja, 12,6% a mais que em 2018/19

Etanol hidratado e anidroEtanol hidratado e anidro - Foto: Divulgação

O Brasil deverá produzir este ano 30,3 bilhões de litros de etanol da cana-de-açúcar e mais 1,35 bilhão de litros a partir do milho: um total de 31,6 bilhões de litros do produto. Os dados do 2º levantamento da Safra de Cana 2019/20 foram divulgados hoje (22) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo a Conab, o etanol anidro, usado na mistura com a gasolina, deve chegar a 10,5 bilhões de litros, ou seja, 12,6% a mais que em 2018/19. No caso do hidratado, vendido nos postos de combustíveis, a tendência é redução de 14,1%, em relação à safra passada, chegando a 19,8 bilhões de litros.

Leia também:
Brasil vende vantagens ambientais de carros a etanol contra avanço de carros elétricos
Bolsonaro defende venda direta de etanol pela usina
Produção de etanol cresce 35% no Estado

A Conab informou ainda que o milho vem assumindo um papel de destaque na produção do combustível no País. Segundo a companhia, o Centro-Oeste é a região que mais usa o cereal para produzir etanol: 94,2% da oferta nacional em 2019, ou seja, 1,27 bilhão de litros, um crescimento de 62,4% em relação à safra passada.

Açúcar
Os dados do levantamento indicam ainda que a produção de açúcar deverá alcançar 31,8 milhões de toneladas este ano, um aumento de 9,5%. No plantio da cana, o levantamento aponta um acréscimo de 0,3% na produção em relação à safra passada, chegando a 622,3 milhões de toneladas. Em compensação, a área colhida está estimada em 8,38 milhões de hectares, uma diminuição de de 2,4%.

Veja também

Banco Central registra recorde de remessas de dólares para Brasil
Moeda

Banco Central registra recorde de remessas de dólares para Brasil

Bolsonaro se irrita com homem que pediu para baixar preço do arroz
Arroz

Bolsonaro se irrita com homem que pediu para baixar preço do arroz