contas externas

Brasil registra saldo positivo nas contas externas pela primeira vez desde junho de 2022

O desempenho da balança comercial de produtos entre o Brasil e outros países foi o o maior da série histórica

DólarDólar - Foto: Freepik.com

Dados do Banco Central divulgados nesta terça-feira (25) apontam que o Brasil registrou saldo positivo de US$ 286 milhões nas contas externas em março de 2023, ante déficit de US$ 3,0 bilhões em março de 2022. É primeiro superávit desde junho do ano passado, que registrou US$ 265,9 milhões.

No acumulado, o saldo foi negativo em US$52,3 bilhões (2,66% do PIB) nas contas externas, considerando os últimos 12 meses encerrados em março.

As transações consideram três dados. O primeiro deles é o desempenho da balança comercial de produtos entre o Brasil e outros países, isto é, as exportações e importações. Em março deste ano, houve o maior superávit da série histórica, de US$9,5 bilhões, ante saldo positivo de US$6,1 bilhões em março de 2022.

O segundo dado é a balança de serviços das contas externas do país. É considerado, sobretudo, as compras de brasileiros no exterior, incluindo gastos com importações de serviços financeiros, fretes e aluguel de equipamentos e até gastos de turismo. O déficit na conta de serviços totalizou US$2,9 bilhões em março de 2023, redução de 14,1% em relação a março de 2022.

A renda primária é o terceiro e último dado e trata das remessas de dinheiro e pagamentos (lucros, juros e dividendos) que as empresas multinacionais, com filial no Brasil, enviam para o exterior. Nesse cálculo também estão as remessas que empresas brasileiras recebem do exterior. O déficit em renda primária somou US$6,4 bilhões em março de 2023, aumento de 6,4% comparativamente ao déficit de US$6,0 bilhões em março de 2022

Investimentos diretos no país
Os investimentos diretos no país (IDP) registraram ingressos líquidos de US$7,7 bilhões em março de 2023, aumento em relação ao tototal de US$6,9 bilhões que entraram no país em março de 2022. O IDP acumulado em 12 meses totalizou US$89,7 bilhões (4,57% do PIB) em março de 2023, ante US$88,9 bilhões (4,54% do PIB) no mês anterior e US$47,7 bilhões (2,80% do PIB) em março de 2022.

Veja também

"Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado", diz Lula
Arroz

"Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado", diz Lula

Gasolina e diesel tem leve queda e GLP fica estável na semana de 19 a 25 de maio
Gasolina

Gasolina e diesel tem leve queda e GLP fica estável na semana de 19 a 25 de maio

Newsletter