Brasil tem solução, mas forte ajuste fiscal é necessário, diz consultor Francisco Cunha

Encarar a revolução digital sem reduzir emprego e aprova reformas são alguns dos desafios do governo no próximo ano, diz a TGI Consultoria

Paulo Câmara é recebido pelo presidente do grupo EQM, Eduardo MonteiroPaulo Câmara é recebido pelo presidente do grupo EQM, Eduardo Monteiro - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Fazer o ajuste fiscal e recuperar o crescimento econômico. Encarar a revolução digital sem reduzir o volume de empregos. Ter capacidade política para lidar com mobilizações sociais e aprovar reformas. Esses são os grandes desafios do governo brasileiro no próximo ano segundo a TGI Consultoria em Gestão, que apresenta as perspectivas do pós-crise no lançamento da Agenda TGI 2017, no Teatro RioMar, nesta segunda-feira (28).

À frente do evento, o sócio e consultor da TGI Francisco Cunha ressalta que o País tem solução, mas precisa passar um ajuste fiscal muito forte para voltar a crescer. E isso vai depender da capacidade política do Governo Federal. Afinal, além de ser preciso passar os projetos no Congresso, é preciso convencer a população, que está cada vez mais presente nas ruas, de que as mudanças constitucionais como a PEC dos Gastos e a Reforma Previdenciária são necessárias para a retomada do equilíbrio fiscal. “O que derrubou o governo Dilma foi o povo nas ruas. E, se governo atual sair do script, o povo volta às ruas”, afirmou Cunha, dizendo que não vê o Governo Temer aprovando as reformas tributária ou política.

O consultor da TGI acredita ainda que o Governo do Estado também deveria passar por um ajuste fiscal, já que o crescimento de Pernambuco caiu muito com a eclosão da crise nacional. “A gente sofreu uma queda das expectativas de crescimento muito grande. Nos últimos anos, crescíamos cerca de 2 pontos percentuais acima do Brasil. Mas em 2015 e 2016 caímos quase quanto o Brasil. Em 2016, a expectativa do Santander é de que o crescimento seja negativo de 5,2%; ou seja, uma queda de 2 pontos percentuais maior que a do Brasil. Então Pernambuco também se coloca diante da necessidade do ajuste fiscal”, disse o consultor, que aponta as concessões como uma forma de acelerar a retomada do crescimento econômico. Cunha diz, portanto, que Pernambuco deveria buscar um espaço no Programa de Parceria de Investimentos (PPI) do Governo Federal.

Veja também

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões
Loteria

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões

Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
Conta de luz

Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz