RANKING

Brasil volte a ser o país com maior juros reais do planeta, apesar de redução da Selic

País passou à frente de México e Colômbia

A taxa real é uma combinação de inflação projetada para os próximos 12 mesesA taxa real é uma combinação de inflação projetada para os próximos 12 meses - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Apesar de uma nova queda de 0,5 ponto percentual na Selic, aos 12,25% ao ano, o Brasil volta ao primeiro lugar do ranking dos juros reais, depois de ter ficado na segunda colocação na reunião do Copom passada.

A taxa real no Brasil, calculada pelo site Moneyou, fica em 6,90%, seguida do México, 6,89% e Colômbia 5,48%.

A taxa real é uma combinação de inflação projetada para os próximos 12 meses e a taxa de juros DI a mercado nos próximos 12 meses considerando o vencimento mais líquido.

— As recentes declarações do governo em relação à questão fiscal afetaram a abertura das curvas de juros e a combinação com projeções mais baixas de inflação, levaram à subida do Brasil no ranking — explica o economista Jason Vieira, responsável pela elaboração do ranking.

Veja também

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro
internet

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro

Apostador do Rio de Janeiro acerta sozinho a Mega-Sena
loterias

Apostador do Rio de Janeiro acerta sozinho a Mega-Sena

Newsletter