Economia

Brasileiros já pagaram R$ 300 bi em impostos desde o início do ano

Montante corresponde ao total pago para a União, estados e municípios

DinheiroDinheiro - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Os brasileiros pagaram R$ 300 bilhões em impostos desde o início deste ano. O valor foi atingido hoje (5), às 13h50, de acordo com o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

O montante corresponde ao total pago para a União, estados e municípios na forma de impostos, taxas, multas e contribuições. A arrecadação de R$ 300 bilhões foi alcançada dois dias antes comparada ao ano de 2019, cujo valor foi atingido em 7 de fevereiro.

Para o economista da ACSP Marcel Solimeo, o resultado indica que a economia do país mostra sinais de recuperação. “Ao contrário do que as pessoas pensam, o aumento na arrecadação do governo com impostos não é algo ruim, quando isso acontece sem mudanças de alíquota”, explicou.

Leia também:
Bolsonaro desafia governadores e diz que corta impostos sobre combustíveis se estados zerarem ICMS
Grupo liderado por Marcos Cintra vai propor reforma tributária com imposto digital
Governo quer 'imposto do pecado' sobre cigarro, bebidas e doces, diz Guedes em Davos 

De acordo com Solimeo, os números contribuem para o aumento da arrecadação sobre o consumo. “Agora vamos aguardar que o governo continue reduzindo os gastos e melhorando o uso dos recursos públicos para que a economia cresça de forma mais acentuada”, disse.

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela associação com o objetivo de conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária no país e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade. No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.

Veja também

IGP-M: inflação do aluguel sobe 1,82% em janeiroEconomia

IGP-M: inflação do aluguel sobe 1,82% em janeiro

Renault prepara dupla ofensiva nos segmentos de SUV e picapes para duelar com Fiat e JeepFMotors

Renault prepara dupla ofensiva nos segmentos de SUV e picapes para duelar com Fiat e Jeep