Economia

BRK Ambiental investirá mais R$ 492 milhões no Grande Recife

O recurso foi financiado junto ao BID Invest, membro do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e vai beneficiar 15 municípios pernambucanos

Saneamento básicoSaneamento básico - Foto: Arquivo / Folha de Pernambuco

A BRK Ambiental vai investir cerca de R$ 442 milhões nas obras de saneamento da Região Metropolitana do Recife (RMR). O recurso foi financiado junto ao BID Invest, membro do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e vai beneficiar 15 municípios pernambucanos através da Parceria Público-Privada (PPP) do Saneamento, firmada entre a empresa e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

As obras previstas com esses recursos compreendem a implantação de estações de tratamento e bombeamento de esgoto, incremento das ligações prediais e aperfeiçoamento das estações de tratamento já existentes nesses 15 municípios, além de cerca de 440 quilômetros de novas redes coletoras de esgoto. Haverá ainda a implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Goiana e a recuperação dos outros SESs da Região Metropolitana do Recife.

Leia também:
Fora da pauta, MP do Saneamento pode caducar
Saneamento fica mais longe para as cidades pobres com nova MP, avalia setor

Além disso, a BRK Ambiental vem realizando os serviços de ampliação dos SESs de São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Recife. Este último atenderá o bairro de Torrões, na Zona Oeste da Capital.

Atualmente, a área contemplada pelo novo investimento conta com 40% de saneamento. Com as obras, contudo, a cobertura de esgoto passará para 90%, garantindo 100% de tratamento para todo efluente coletado na área atendida e beneficiando diretamente quatro milhões de pessoas.

De acordo com Fernando Mangabeira, diretor da BRK Ambiental na Região Metropolitana do Recife, o contrato com o BID abrange o primeiro e o segundo ciclos de investimentos da empresa na PPP do Saneamento, que prevê R$ 7 bilhões de investimentos privados nos próximos cinco anos. As obras do primeiro ciclo estão em execução ou já foram executadas, como é o caso da ampliação do SES São Lourenço da Mata e de parte da recuperação de redes e unidades. Já as do segundo ciclo foram iniciadas em 2018 e serão concluídas até 2022.

Em dezembro, porém, a BRK Ambiental havia anunciado que o valor do financiamento com o BID seria de R$ 350 milhões. Diretor financeiro da BRK Ambiental, Sérgio Barros, comemorou, então, o acréscimo de R$ 92 milhões obtido no contrato. “Esperamos estender esta parceria para outras regiões que atendemos no Brasil", disse, lembrando que a empresa já havia obtido empréstimos de R$ 800 milhões para a RMR com a Caixa Econômica Federal e a Sudene.

 

Veja também

Globalização no centro das atenções em Davos
Fórum Econômico Mundial

Globalização no centro das atenções em Davos

Câmara do Recife aprova requerimento que solicita retorno da meia passagem aos domingos
Transporte público

Câmara do Recife aprova requerimento que solicita retorno da meia passagem aos domingos