Empregos

Caged: Recife registra mais de 6 mil novos postos formais de trabalho em novembro

Com os números positivos, a capital pernambucana entre no oitavo mês consecutivo de alta na geração de postos de trabalho formais

Recife registrou 6.034 novos postos formais de trabalho em comparação com o mês de outubro, totalizando 501.473 vínculos ativosRecife registrou 6.034 novos postos formais de trabalho em comparação com o mês de outubro, totalizando 501.473 vínculos ativos - Foto: Rafael Neddemeyer/Fotos Públicas

No oitavo mês consecutivo de alta na geração de postos de trabalhos formais, Recife registrou em novembro 6.034 novos postos a mais em comparação com o mês de outubro.

Já o estoque total de vínculos ativos foi de 501.473 no penúltimo mês do ano, superando pela primeira vez a marca de 500 mil empregos formais, número superior ao do melhor momento pré-pandemia. 

Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) nessa última quinta-feira (23). 

“Esses números são animadores e refletem as várias ações da Prefeitura para expandir investimentos públicos e estimular novos investimentos privados”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Rafael Dubeux.

O secretário também atribuiu os números positivos às ações do Recife Virado. Segundo ele, o programa ajuda a impulsionar a economia local. 

Com a retomada econômica, Recife lidera, dentre as capitais do Nordeste, no total de empregos formais por número de habitantes. Esses mais de 6.000 postos de trabalho adicionados em novembro representam uma taxa de novos empregos de 3,6 por mil habitantes.

Acumulado do ano 
De janeiro a novembro deste ano, a capital pernambucana gerou 29.694 novos postos de trabalho, o que corresponde a uma taxa de 17,9 por mil habitantes. 

Setores em destaque  
Em novembro de 2021, os dados registraram saldo positivo no nível de emprego em dois grandes grupos de atividades econômicas avaliados. Os setores que mais impactaram positivamente foram: Serviços, com 10.244 postos de trabalho gerados (+2.997), seguido pelo Comércio, com 4.909 admissões (+2.614). A maior variação relativa foi no setor de comércio, com 2,61%.

Veja também

Reforma Tributária: escolas, hospitais, laboratórios e dentistas terão desconto de 60% no IVA
Reforma Tributária

Reforma Tributária: escolas, hospitais, laboratórios e dentistas terão desconto de 60% no IVA

Microsoft cria IA de baixo custo capaz de rodar em smartphones e computadores simples
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Microsoft cria IA de baixo custo para smartphones

Newsletter