Caixa Econômica deverá renegociar dívidas da casa própria

A medida inclui empresas e pessoas físicas e dá descontos que vão de 40% a 90% para quem conseguir quitar os valores em aberto com o banco

Agência da Caixa Econômica FederalAgência da Caixa Econômica Federal - Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Caixa Econômica estuda lançar em breve um programa de refinanciamento das dívidas da casa própria. A ideia é que ele tenha o mesmo formato do que que começou a valer nesta semana para o refinanciamento de débitos de outros tipos de contrato, como os empréstimos comuns.

A medida inclui empresas e pessoas físicas e dá descontos que vão de 40% a 90% para quem conseguir quitar os valores em aberto com o banco. É permitido pagamentos que vão de R$ 50 a R$ 5 milhões. No caso do programa de dívidas do financiamento imobiliário, o objetivo do Caixa é incluir todos os clientes que não conseguem pagar suas parcelas, mas os estudos sobre as regras ainda não foram concluídos.

Leia também:
Saiba quando é permitido usar o FGTS
Governo quer liberar dinheiro de contas ativas do FGTS para impulsionar economia
Governo quer ampliar faixas do Minha Casa Minha Vida


Além disso, a equipe técnica analisa fazer ajustes nas normas que jogam o cliente para a inadimplência. Atualmente, o banco começa a fazer cobranças de parcelas da casa própria que estão em aberto a partir de dois a três meses de inadimplência. As cobranças dão ao devedor a chance de quitar os valores, com juros e correção, para que não perca o imóvel. Passado esse prazo, o banco pode iniciar o processo de tomada da casa ou do apartamento para leilão. Segundo dados das Caixa Econômica, há 60 mil imóveis no estoque do banco que podem ser leiloados.

CUIDADOS

Os especialistas alertam para os cuidados na dívida da casa própria. Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros) e autor do livro Terapia Financeira, diz que, na hora de refazer o orçamento doméstico, o consumidor deve ter como prioridade "as que possuem bens de valor como garantia", como o financiamento imobiliário.

FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO/RENEGOCIAÇÃO
Caixa Econômica Federal deverá lançar um programa de pagamento de dívidas imobiliárias. A medida está em estudo e as regras deverão ser anunciadas em breve; o programa valerá para quem está inadimplente.

QUEM PODE SER BENEFICIADO
Somente os mutuários com prestação em atraso deverão fazer parte da renegociação. O banco estuda se irá incluir quem tem imóvel pelo Minha Casa Minha Vida. A intenção é que a medida seja válida para todos os tipos de financiamento imobiliário.

COMO É HOJE
Atualmente, o banco dá um prazo entre dois e três meses antes de cobrar o mutuário. A cobrança começa a ocorrer após esse período; quem não paga pode ter o imóvel tomado para leilão.

60 MIL IMÓVEIS
É o estoque que a Caixa tem de imóveis que podem ser leiloados.

RENEGOCIAÇÃO EM ANDAMENTO
A Caixa iniciou na terça-feira (28) uma campanha para renegociar dívidas dos seus clientes. Os interessados têm 90 dias para aderir ao programa, que se chama Você no Azul. O banco está dando descontos que vão de 40% a 90% sobre o valor da dívida. O débito deve ser quitado à vista.

DÉBITOS QUE PODEM SER NEGOCIADOS
Contratos com mais de 360 dias de atraso. Valores de dívida entre R$ 50 e R$ 5 milhões. Contratos sem garantia. Clientes sem suspeita de fraude.

DICAS PARA QUEM TEM DÍVIDA IMOBILIÁRIA
As dívidas da casa própria são as mais arriscadas O primeiro passo para o cliente que não tem grana para pagar a prestação é procurar uma agência É preciso começar a negociar os valores o mais rápido possível Hoje, as regras permitem que o imóvel seja tomado muito mais facilmente.

Veja também

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas
Ford

É cedo para dizer se haverá depreciação de carros da Ford após fechamento de fábricas

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 13 milhões
Sorteio

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 13 milhões