Incêndio

Depois de incêndio, Caldeirada de Itapissuma volta a funcionar no início de novembro

Toda a parte comprometida pelo fogo que atingiu a área, no dia 13 de outubro, será removida em até 15 dias

Caldeirada de ItapissumaCaldeirada de Itapissuma - Foto: Reprodução Google

Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (20), no Centro de Convenções de Pernambuco, o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes e o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Bruno Lisboa, anunciaram o laudo técnico do incêndio no Mercado de Artesanato de Itapissuma, na Região Metropolitana do Recife, que aconteceu no dia 13 de outubro.

Na vistoria técnica realizada pela Cehab, foram apresentados os danos ocorridos no local e uma estratégia de funcionamento para a Caldeirada de Itapissuma, famoso centro gastronômico do município. Já o laudo que investiga as causas do incêndio está sendo realizado pelo Instituto de Criminalística de Pernambuco, que deu um prazo de 30 dias para apresentar o resultado.

A partir desta quinta-feira (21), em um prazo de 15 dias, vão ser retiradas as partes comprometidas da Caldeirada, polo gastronômico que foi construído utilizando as paredes do Centro de Artesanato. Após essa etapa, os restaurantes voltarão a funcionar. Em seguida, começa a segunda fase do projeto com a elaboração para a reconstrução do equipamento cultural, que segue interditado depois do ocorrido.

Na última sexta-feira (15), a Cehab foi acionada pelo Governo do Estado para confeccionar o laudo no local. No sábado (16), seis técnicos da Companhia foram até o Mercado para fazer a avaliação.

“Entregamos nesta quarta um laudo com todos os efeitos do incêndio e com a estratégia de duas ações rápidas num período de 15 dias para colocarmos Caldeirada em funcionamento. Serão retiradas a telha coberta que cedeu e uma parede de quatro metros que está comprometida. Após essas duas ações, a gente pelo menos disponibiliza ao município a Caldeirada”, destacou o presidente da Cehab, Bruno Lisboa.

De acordo com o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, após a reabertura da Caldeirada, começa a fase de reconstrução do equipamento.

“Quando ocorreu o incêndio, o governador Paulo Câmara autorizou a liberação de recursos para a reconstrução daquele importante equipamento turístico e cultural. Após os 15 dias de retirada das partes comprometidas da Caldeirada, a gente já passa para a segunda fase que é a  da reconstrução, que vai ser realizada primeiro com a elaboração de um projeto em parceria entre a Prefeitura de Itapissuma e o Governo do Estado e logo depois o repasse e o convênio para que a gente possa ter esse equipamento reconstruído”, explicou o secretário.

O prefeito do município, Zé de Irmã Teca, que também participou da coletiva, falou sobre a importância do Mercado e da Caldeirada para os moradores e visitantes.

“O Estado inteiro ouve falar de Itapissuma através da sua Caldeirada. E no Mercado de Artesanato, há quase três anos, estávamos fazendo um espaço complementar da nossa identidade e capacidade turística. Tinham os artesãos que trabalhavam diariamente, tinha um espaço gourmet com apresentações e pessoas vendendo tapioca. Além de uma praça reservada só para essa questão gastronômica. Com isso, a gente elevou a nossa identidade e aumentou o fluxo de turistas na nossa região. Por isso é tão importante termos o mais rápido possível o retorno pelo menos da Caldeirada, que já é parada obrigatória para muitas pessoas”, pontuou o prefeito. 

Coletiva para anunciar laudo técnico do incêndio em Itapissuma | Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco 

Sobre o incêndio

No dia 13 de outubro, o fogo, cuja origem ainda não foi identificada, atingiu toda a área do Mercado de Artesanato de Itapissuma, incluindo parte da famosa Caldeirada. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Folha de Pernambuco (@folhape)

 

Veja também

Sem ganhadores, Mega Sena acumulaEconomia

Sem ganhadores, Mega Sena acumula

Receita abre nesta segunda (24) consulta para lote residual de restituiçõesLeão

Receita abre nesta segunda (24) consulta para lote residual de restituições