Caminhoneiros do porto de Santos decidem encerrar greve

Fim do pedágio do eixo suspenso, que já está em vigor, era uma das reivindicações da categoria

Os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio caíram 1,3%Os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio caíram 1,3% - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A paralisação de caminhoneiros no porto de Santos foi encerrada na noite de quinta-feira (31), confirmou o governo de São Paulo. O fim da greve foi decidido em assembleia, após reunião com o governador de São Paulo, Márcio França.

Leia também:
Maioria dos aeroportos funciona normalmente, exceto quatro
Caminhões deixam Suape e voltam a circular após determinação judicial


No encontro, o governador recebeu representantes de três associações, que congregam 1,6 mil caminhoneiros autônomos. Eles reivindicavam o fim do pedágio do eixo suspenso, que já está vigorando desde ontem no estado. As perdas das concessionárias não precisarão ser repostas. Em substituição, o governo irá prorrogar a validade dos contratos de concessão.

Veja também

Idosos vacinados planejam retomar hábitos de consumo
Consumo

Idosos vacinados planejam retomar hábitos de consumo

Burocracia freia os negócios
Burocracia

Burocracia freia os negócios