Comemoração

Ceasa chega aos 59 anos e investe R$ 3,6 milhões

Modernização, requalificação e mobilidade estão no eixo das ações do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE), que realiza melhorias para atender com excelência seus 65 mil usuários e os trabalhadores

Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE)Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE) - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE) está completando 59 anos de existência neste sábado, 16 de outubro. Com o intuito de modernizar e requalificar a sua estrutura, o Centro está recebendo um investimento de R$ 3,6 milhões para proporcionar maior mobilidade interna, concedendo melhorias para os 65 mil usuários que circulam diariamente no Ceasa e os trabalhadores do local.

Entre os principais destaques do investimento estão três grandes obras: o estacionamento para veículos pesados, ampliação do espaço do pequeno produtor e a reforma do Reciflor. Do total investido, R$ 2 milhões são de recursos próprios e R$ 1,6 milhão é oriundo de emendas parlamentares do deputado federal Felipe Carreras (PSB).

Segundo o presidente do Ceasa de Pernambuco, Gustavo Melo, nos últimos 15 anos o centro de abastecimento dobrou de tamanho. “Com todo esse tempo de atuação, se faz necessário realizar algumas adequações na estrutura. Completamos 59 anos, dos quais temos agora o dobro de tamanho em 15 anos e para continuar ofertando um bom serviço tanto para a população quanto para quem vende, é preciso ajustar”, disse.

Obras retomadas
Gustavo explica que o estacionamento para veículos pesados terá obras retomadas, já que as chuvas do primeiro semestre impediram o andamento. “O estacionamento é importante, começamos no início do ano, fizemos o avanço do muro que vai demarcar o local, mas optamos por não fazer por conta da chuva. É um espaço onde terão caminhões pesados e o trabalho tem que ser bem feito. Combinamos e paralisamos”, declarou.  

O estacionamento comportará cerca de 120 motoristas, que poderão aguardar a hora certa do carrego e descarrego do veículo com toda a infraestrutura necessária com banheiros, bem como locais para alimentação e descanso.

O presidente do Ceasa conta ainda que será construído, dentro dos recursos próprios de R$ 2 milhões, um Centro de Apoio ao Usuário. O local concentrará todas as informações referentes ao Ceasa. Desde a localização exata dos mais de 1.350 estabelecimentos, Ouvidoria e outros serviços para os usuários.

“Vamos fazer um centro de informações, tipo os que tem nos shoppings, com informação sobre onde fica uma loja, onde paga o estacionamento de forma antecipada. Será com mais serviços, terá uma gerencia de mercado, para receber quem quer emitir documento, uma ouvidoria para reclamar, deixar sugestões”, contou Melo.

Nova entrada
Outra obra que irá trazer uma melhor estrutura ao Centro é uma nova entrada, pela BR 232, que será realizada com recursos do Governo do Estado. “Já está bem avançada mais uma entrada, vai ter a triplicação da BR e estamos avançados com a Seinfra para isso. Está em estudo final, terá uma nova entrada por trás, o que vai desafogar vindo de uma rota importante”, acrescentou Gustavo.  

As demais obras realizadas são estruturantes. Entre as intervenções, estão reformas de 22 dos 58 galpões que existem no Centro, reparando a estrutura física e elétrica.

“Vamos trocar todas as lâmpadas por lâmpadas por equipamentos em LED, dando economia e melhor qualidade na energia e iluminação. Vamos criar mais um estacionamento, a mobilidade é difícil e ninguém pensava que a Ceasa teria o fluxo e quantidade de pessoas que se tem hoje. Perto do pátio do milho teremos um novo estacionamento, para desafogar o tráfego interno. Vamos fazer a recuperação das vias, instalar outra balança rodoviária, são uma série de obras estruturadoras e todas devem terminar ainda este ano”, concluiu o presidente do Ceasa, Gustavo Melo.

Reciflor e orgânicos
O galpão onde é realizado o Reciflor e a Feira de Orgânicos do Ceasa também passará por uma reforma e requalificação, para beneficiar o produtor de orgânicos. De acordo com a gerente do departamento técnico da Ceasa, Graça Melo, o espaço será requalificado para que o Reciflor possa estar pronto para as vendas do Dia de Finados.

“Já estamos no planejamento para a feira de finados, que é a maior do Reciflor e acontece no dia 31 de outubro. A reforma será na área e estrutura do galpão. Vamos trocar as telhas e requalificar toda a estrutura para atender da melhor forma os produtores e também os clientes, teremos ainda uma placa luminosa, todo local será melhorado”, disse.

A feira do Reciflor acontece durante as terças, quintas e sábado, sempre das 5h às 7h. De acordo com a Central, cerca de 60 a 80 produtores comercializam as flores. Já nas quartas-feiras, o espaço recebe a Feira de Orgânicos, que também será beneficiada com a reforma.
“A reforma é importante porque trará mais conforto aos agricultores, dará comodidade. No último inverno choveu muito e ficou mais a vista a necessidade de ter um equipamento mais seguro”, acrescentou Graça.
 
Pelo fim do desperdício
Com o intuito de evitar o desperdício de alimentos, o Ceasa realiza o projeto Sopa Amiga, que distribui sopa para associações carentes e famílias de baixa renda. Segundo o Químico Responsável do Sopa Amiga e Responsável Técnico de Controle de Qualidade da Ceasa, Domingos Sávio, cerca de 13,5 mil famílias são beneficiadas. São servidos em média 16,5 mil pratos de sopa e 10 mil pães semanais.

“O programa foi criado para atender a população no limiar da pobreza. Realizamos a preparação a partir da doação de parceiros e também do aproveitamento de produtos que perderiam o valor comercial, mas não o nutricional. É um programa contra o desperdício e tem muitos benefícios, o que não é aproveitado vira adubo orgânico e voltando para o produtor”, destacou.

Domingos conta ainda que a produção é diária e a entrega é feita por meio de rodízio a associações e famílias da Região Metropolitana do Recife. “Todos os dias são produzidos 500 quilos de sopa, produzimos 3 mil quilos de sopa por semana. As associações recebem uma vez por semana e as famílias todo dia, tem um rodizio de entrega, cada família recebe 1 quilo de sopa e quatro pães”, finalizou.

O programa atende cerca de 95 associações, sendo 29 em processo regular e 66 em processo emergencial. As entregas para associações e famílias são feitas pelo próprio Ceasa.

Economia
O Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco é uma opção ao consumidor para compra de produtos a um preço mais acessível, por estar comprando diretamente do produtor rural. Entre os benefícios, está a possibilidade de comprar legumes, verduras e laticínios mais frescos, pesquisar os preços em locais diferentes, mas sem um grande deslocamento.
 

Ceasa comemora 59 anos com investimentos Ceasa comemora 59 anos com investimentos

Veja também

Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasilauxílio gás

Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasil

Confira as vagas de emprego nas Agências do Trabalho de Pernambuco para esta sexta-feira (3)Oportunidades

Confira as vagas de emprego nas Agências do Trabalho de Pernambuco para esta sexta-feira (3)