CEO da Audi é detido pelo escândalo dos motores adulterados

Rupert Stadler é investigado pela fraude para dissimular o nível real de emissão de gases poluentes dos veículos da marca

Rupert Stadler, presidente da AudiRupert Stadler, presidente da Audi - Foto: Christof Stache/AFP

O presidente da Audi, Rupert Stadler, foi detido por suspeitas de fraude relacionadas ao "dieselgate" da empresa matriz Volkswagen, escândalo dos motores adulterados para dissimular o nível real de emissão de gases poluentes dos veículos da marca.

"A ordem de prisão é baseada na ocultação de provas", afirma um comunicado divulgado pela Promotoria de Munique, que fez uma operação de busca e apreensão na semana passada na casa de Stadler. A Audi confirmou a detenção à AFP.

Leia também:
Poluição dos carros adulterados pela Volkswagen causará 1.200 mortes na Europa
Investigação interna da Volkswagen indica colaboração da montadora com ditadura

Veja também

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa
Economia

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa

Senai oferece cursos gratuitos de capacitação profissional
Oportunidade

Senai oferece cursos gratuitos de capacitação profissional