Cerca de 31 milhões de pessoas já podem usar 2ª parcela do auxílio emergencial

Nesta quarta (27), 2,6 milhões de pessoas recebem mais uma etapa de pagamentos.

Aplicativo Caixa Auxílio EmergencialAplicativo Caixa Auxílio Emergencial - Foto: Isabelle Barbosa / Folha de Pernambuco

Cerca de 31 milhões de brasileiros já receberam a segunda parcela do auxílio emergencial nas contas digitais e podem utilizar o dinheiro para fazer compras pela internet e pagar contas, afirmou nesta terça (26) o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Para quem tem a poupança social do banco, o pagamento começou a ser depositado na última semana, de acordo com o mês de nascimento. Nesta quarta (27), 2,6 milhões de pessoas recebem mais uma etapa de pagamentos. Deste total, 700 mil beneficiários podem sacar em dinheiro o último lote da primeira parcela. O resgate vale para nascidos em outubro e em meses anteriores. Os pagamentos para esse grupo segue até sexta-feira (29), quando serão contemplados os aniversariantes do mês de dezembro.

Leia também:
Governo vai divulgar lista de quem recebeu auxílio emergencial e já identificou mais de 160 mil fraudes
Filas e falta de papel-moeda levam Caixa a limitar saque e digitalizar auxílio

Nesta quarta, também poderá ser sacada, em dinheiro, a segunda parcela do auxílio para 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família com NIS (Número de Inscrição Social) final 8. O calendário para quem faz parte do programa vai também até esta sexta (29).
A partir de sábado (30), fica liberado o saque em dinheiro para os demais beneficiários que tenham recebido a primeira parcela até dia 30 de abril. Esta fase vai até dia 13 de junho. Para quem recebeu o último lote da primeira parcela ainda será divulgado calendário com a nova leva de pagamentos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Pedidos de recuperação judicial caíram 15% em 2020
Economia

Pedidos de recuperação judicial caíram 15% em 2020

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
DEZEMBRO

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico