Cesta básica

Cesta básica em Pernambuco gera impacto de mais de 50% no salário mínimo

Na Região Metropolitana do Recife, a cesta chega a custar R$662,03 no mês de julho

Foto: Divulgação/Procon-PE

Item essencial para a vida na casa da família brasileira, a cesta básica volta a sofrer aumento durante o mês de julho. De acordo com dados divulgados pelo Procon - PE, na Região Metropolitana do Recife (RMR), o aumento foi de R$13,39 (2,06%), passando de R$648,64 (junho/2022) para R$662,03 (julho/2022). Entre os municípios avaliados, Goiana impacta com seu elevado preço, R$671,70. A pesquisa levou em conta 27 itens, sendo eles 19 de alimentação, 4 de limpeza doméstica e 4 de higiene pessoal. 

Nos 12 municípios estudados pelo Procon (Recife, Olinda, Paulista, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Goiana, Vitória de Santo Antão, Gravatá, Palmares e Carpina), somente Palmares teve redução em comparação ao mês anterior, caindo de R$614,52 para R$606,65 (-1,28%), e assim, se tornando a cidade com a cesta básica mais barata da RMR, posto antes pertencente a Vitória, que teve um aumento de R$12,64, passando de R$595,05 no mês de junho para R$607,69 em julho (+2,12%).

Na pesquisa de maiores preços, a batata inglesa se destaca com uma diferença percentual de -27,22% em um comparativo entre os meses de junho (R$13,90 o kg) e julho (R$9,60). Os ovos brancos (grandes) foram o item da cesta que teve seu preço mais elevado, com sua bandeja de 30 unidades custando R$30,99 (49,06% a mais que o mês anterior). O fubá de milho (R$4,29), o feijão mulatinho/carioca (R$11,99) e a carne bovina de segunda (R$44,99) segue custando o mesmo preço em junho e julho.

Já nos itens de limpeza doméstica, nenhum deles teve redução ou manteve seu preço anterior. O sabão em pó aumentou um real (+14,51%), seguido da água sanitária, que teve um aumento de R$0,24 (+11,71%). No requisito higiene pessoal, o sabonete de 90/100gr teve um declínio de -13,36%, passando de R$4,49 (junho) para R$3,89 (julho). Os demais itens tiveram aumento de mais de 10%, como o papel higiênico (13,87%), creme dental (14,71%) e absorvente higiênico (11,59%).

Além disso, o fubá, por exemplo, teve uma variação de 217,78% quando comparados os estabelecimentos, com valores entre R$1,35 e R$4,29. O alho chegou a 211,17%, variando de R$17,50 a R$55,70 o quilo. Outro item que causou susto foi o da carne bovina, encontrado com preços variantes entre R$19,99 e R$44,99, com diferença de 125,06%.

O aumento do valor da cesta básica atinge diretamente o bolso das famílias de Pernambuco. Por exemplo, o impacto sobre o salário mínimo (R$1212,00) para quem mora na RMR é de 54,62%. O maior impacto é para quem mora no município de Goiana (55,42%), e o menor para os moradores de Palmares (50,05%).

Veja também

Mega-Sena 2.748: prêmio acumula pela terceira vez e chega a R$ 21 milhões
loteria

Mega-Sena 2.748: prêmio acumula pela terceira vez e chega a R$ 21 milhões

Lei que padroniza índices de correção e juros ainda gera dúvidas a especialistas
padrão

Lei que padroniza índices de correção e juros ainda gera dúvidas a especialistas

Newsletter