Cliente não sente redução de preço do gás de cozinha

Apesar dos novos valores aplicados, o consumidor não percebeu um produto mais em conta

Delma dos Santos acredita que o preço não deverá cair Delma dos Santos acredita que o preço não deverá cair  - Foto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

Os novos valores do GLP residencial e empresarial começaram a valer ontem nas refinarias. Apesar dos consumidores esperarem um preço menor, os revendedores alertam que isso pode não acontecer, pois as distribuidoras não estariam repassando a redução. Anunciado na última sexta-feira pela Petrobras, o preço do botijão de 13 kg teve redução de 8,17%, passando a custar R$ 24,06 para as distribuidoras.

Leia também:
Preço do GLP vai depender do mercado
Petrobras reduz preço do GLP residencial e empresarial nas refinarias


De acordo com o presidente do Sinregas-PE, Ailton Júnior, as revendas estão absorvendo a cadeia de custos. “As distribuidoras estão comprando o gás mais em conta, mas não repassam para a gente. Estamos comprando por quase o dobro do preço, cerca de R$ 50. E temos todo um custo de logística ainda”, destacou Júnior, ao acrescentar que as distribuidoras alegam estar sem margem para repassar.
A gerente de uma revenda que fica no bairro de Afogados, no Recife, Shayanne dos Santos, disse que os clientes pressionam para o preço cair. “A gente pega da distribuidora por R$ 50, mas ainda temos custos como frete e funcionários, e por isso fica impossível repassar para o cliente um valor mais barato”.

A comerciante Delma dos Santos explica que faz tempo que o valor do gás de cozinha não cai. “Eu tenho uma ‘barraquinha’ onde vendo lanches e assim não tenho condições de conseguir ter lucro nenhum para pagar minhas contas”, lamenta.
De acordo com o Sindigás, não se pode afirmar qual seria o ajuste para o consumidor final por alguns motivos: o mercado de gás é livre (os preços flutuam, não há tabelamento); a carga tributária (cada Estado tem uma alíquota diferente), além dos custos de logística que são cruciais na composição de preço (depende muito da localização do município e da distância do polo de suprimento).
Procuradas, as cinco distribuidoras que atuam em Pernambuco (Liquigaz, Copagaz, Supergasbras, Ultragaz e Nacional Gás) não se posicionaram.

Veja também

Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana
BOLSA DE VALORES

Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana

Governo celebra 20 anos de fundo que pode ser extinto por Guedes
fundos

Governo celebra 20 anos de fundo que pode ser extinto por Guedes