CMN muda regra e juro do FDNE vai cair

Redução será atrativo para empresas investirem no Nordeste, segundo a Sudene

SudeneSudene - Foto: Arthur Mota/arquivo folha

Após reivindicação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), a taxa de juros do financiamento com recursos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste vai ter redução de aproximadamente 30%. Depois de uma resolução editada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), o ajuste da nova metodologia começou a valer este mês.

Leia também:
Presidente da Caixa promete, no Recife, redução de juros dos financiamentos habitacionais
TSE publica resolução que libera autofinanciamento de campanhas

“Essa redução se torna mais atrativo para os empresários da região, que pagam a taxa de juros a cada semestre. É um incentivo para mais empresas investirem e gerar emprego e renda nas localidades”, destacou o coordenador de fundos de desenvolvimento e financiamento da Sudene, Breno Oliveira.

Os prazos de financiamento dos projetos podem ser de até 12 ou até 20 anos a depender do setor do empreendimento. “Esse é um fundo que funciona em que o governo empresta recurso para as empresas investirem na região Nordeste”, explicou Oliveira.

Veja também

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
Economia

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores
Economia

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores