A-A+

Com crise econômica, aposentados pegam mais empréstimos consignados

De janeiro a outubro deste ano foram contratados R$ 79,843 bilhões em empréstimos

AposentadosAposentados - Foto: Divulgação

O volume de empréstimo consignado no país subiu 26% nos dez primeiros meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2018, segundo dados do Banco Central. De janeiro a outubro do ano passado, foram contratados R$ 63,390 bilhões. No mesmo período de 2019, o total foi de R$ 79,843 bilhões.

Para especialistas, a crise econômica, o desemprego -cuja queda tem sido muito devagar- e o alto índice de informalidade podem explicar o aumento do valor de crédito tomado.

Leia também:
Custo do empréstimo pode ficar mais caro para os clientes do Itaú
Maia diz que decisão do Banco Central sobre câmbio gerou insegurança no mercado
Governo negocia crédito para pagar US$ 500 milhões ao banco dos Brics

O consignado é um empréstimo seguro para o banco ou a financeira. Ele é descontado diretamente da folha de pagamento do benefício, o que faz com que a quitação das parcelas seja em dia.

Essa facilidade diminui os juros da modalidade, que estão limitados em 2,08% ao mês, no empréstimo comum, e a 3% ao mês, no cartão de crédito, o que faz com que segurados do INSS busquem esse crédito para si ou para familiares e amigos.
Há ainda outras regras definidas pelo governo. Dentre elas estão o total que se pode pegar de empréstimo, que é de até 35% da aposentadoria (30% para o empréstimo e 5% para o cartão de crédito).

Por ser um crédito mais barato e fácil de contratar, o consignado tem causado endividamento. Dados do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) Brasil mostram que empréstimos com bancos e financeiras lideram a inadimplência no país. Segundo pesquisa divulgada em novembro, sete em cada dez usuários da modalidade têm restrição no nome.

Para fugir da inadimplência, o aposentado e o pensionista devem ficar muito atentos às regras e fazer as contas para não comprometer mais do que podem com o empréstimo.

Outra orientação é ter cuidado com golpes. Não fechar empréstimo por telefone é uma dica. Se houver qualquer suspeita de irregularidade, o segurado deve denunciar no banco ou procurar os órgãos de defesa do consumidor.

Veja também

Meirelles diz que gestão de Guedes não está funcionando
HENRIQUE MEIRELLES

Meirelles diz que gestão de Guedes não está funcionando

Cade decide analisar recurso sobre monopólio e trava compra de ações da BRF pela Marfrig
mercado

Cade decide analisar recurso sobre monopólio e trava compra de ações da BRF pela Marfrig