Coronavírus

Com encontros corporativos, setor de eventos tem retorno antecipado em Pernambuco

Bruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de PernambucoBruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco - Foto: Hélia Scheppa/SEI

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, anunciou, nesta quinta-feira (3), uma nova atualização no Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19. A principal novidade está relacionada ao setor de eventos, que vem, inclusive, realizando diversos manifestos pedindo o retorno das atividades. 

Inicialmente tratado como setor único, previsto para ser liberado somente na Fase 10 do Plano - atualmente a área mais avançada do Estado é a Região Metropolitana do Recife, na Fase 8 -, o setor de eventos foi seccionado em três áreas: Eventos Corporativos e Instituicionais, Eventos Sociais e Eventos Culturais.

A partir da próxima segunda-feira (7), passam a ser permitidos, em todo o Estado, os Eventos Corporativos e Institucionais - congressos, assembleias, capacitações, palestras e afins -, com limite máximo de 100 participantes ou 30% da capacidade do espaço. O horário permitido é das 6h às 22h. 

Os Eventos Sociais (casamentos, batizados, aniversários e outros desse tipo) e Culturais, a exemplo dos shows, teatro e cinemas, estão previstos, com a mesma limitação de público, para a Fase 9, ainda sem data estipulada. Para a Fase 10, sobrou o aumento da capacidade para até 300 pessoas ou 50% da capacidade do espaço em todos os tipos de eventos.

Schwambach reforçou que todos esses eventos deverão seguir protocolos específicos para o setor, devido aos riscos que a volta de cada uma dessas atividades pode causar nos indicadores da Saúde. A lista de determinações pode ser acessada no www.pecontracoronavirus.pe.gov.br

 

Veja também

Bolsa sobe quase 2% por Petrobras e bancos e volta aos 100 mil pontos
BOLSA DE VALORES

Bolsa sobe quase 2% por Petrobras e bancos e volta aos 100 mil pontos

STF mantém extradição de ex-sócio da Telexfree para os EUA
justiça

STF mantém extradição de ex-sócio da Telexfree para os EUA