EMPREGABILIDADE

Com mais de 25 mil vagas gratuitas em cursos, Governo de Pernambuco lança programa Qualifica PE

A iniciativa é dividida nas modalidades Qualifica Trabalho e Qualifica Empreendedor e já está com inscrições abertas

Com mais de 25 mil vagas, Governo de Pernambuco lança programa Qualifica PECom mais de 25 mil vagas, Governo de Pernambuco lança programa Qualifica PE - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

Com foco na empregabilidade da população pernambucana, a governadora Raquel Lyra (PSDB) lançou, na tarde desta segunda-feira (20), o programa Qualifica PE, em parceria com o Sistema S (Senai, Senac e Sebrae). No total, são mais de 25 mil vagas para cursos de qualificação profissional e empreendedora em todas as regiões de desenvolvimento do Estado. 

A iniciativa é dividida nas modalidades Qualifica Trabalho, com quase 16 mil vagas de formação profissional até dezembro deste ano, e Qualifica Empreendedor, com mais de 9 mil vagas de qualificação empreendedora até 2025. Os detalhes foram apresentados durante evento no auditório do Cais do Sertão, no Bairro do Recife.

As ações contemplam os segmentos de Comércio e Serviços, Indústria e Micro e Pequenas Empresas. No primeiro bloco, serão oferecidas mais de 15 mil vagas distribuídas em 591 turmas, com 56 municípios contemplados. As inscrições e os cursos estão disponíveis no site da Secretaria de Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo. As formações são presenciais, gratuitas e com direito a certificado. 

Em uma primeira etapa, na modalidade Qualifica Trabalho, serão oferecidas 5.800 vagas a partir deste mês de maio. Nesta fase, as aulas serão ministradas em 44 municípios pernambucanos, em espaços da entidade formadora, escolas públicas ou carretas móveis. Até o fim do ano, está prevista a implementação de um segundo bloco, com cerca de 10 mil novas vagas. A carga horária varia de 20 a 80 horas/aula. 

Já na categoria Qualifica Empreendedor, voltada para os micro e pequenos negócios, serão disponibilizadas 9.350 vagas de qualificação empreendedora para o período de maio de 2024 a abril de 2025. 

Com carga horária total de cerca de 2 mil horas/aula, serão abertas 374 turmas, em uma programação composta por 134 palestras, 182 oficinas, 38 rodas de conversa e 20 cursos. As aulas serão ministradas em 25 municípios pernambucanos, em espaços da entidade formadora, escolas públicas ou carretas móveis.

De acordo com a governadora, as primeiras turmas já começam a partir de junho deste ano, e o investimento para a primeira etapa é de mais de R$ 5 milhões. Para a construção do programa, segundo explicou, foi realizado um amplo estudo das cadeias produtivas e das demandas do mercado pernambucano. 

“A gente faz a formação já vocacionada para que haja uma alta empregabilidade de quem se forma nesses cursos. E, ao lado disso, temos a formação empreendedora junto ao Sebrae”, destacou a governadora. 

Segundo a secretária de Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo de Pernambuco, Amanda Aires, a proposta do programa é ser a maior iniciativa de qualificação que o Estado já teve.

“Nós vamos pegar essas pessoas que estão fazendo a qualificação e encaminhar para as agências do trabalho e para a casa do trabalhador, para que a gente possa acompanhar essa formação. Não é formar por formar, é formar para transformar. Para aqueles que querem empreender, oferecemos qualificação técnica e, em seguida, qualificação empreendedora junto ao Sebrae, transformando a qualidade do empreendedorismo em Pernambuco”, disse. 

“No caminhar dessa jornada emancipatória, passamos pela formalização daqueles que querem abrir a sua empresa e pelo acesso ao microcrédito junto à AGE (Agência de Empreendedorismo de Pernambuco), para que eles possam ter crédito e assim empreender com mais tranquilidade”, acrescentou. 

Também estiveram presentes no lançamento do programa o superintendente do Sebrae-PE, Murilo Guerra; a diretora regional do Senai-PE, Camila Barreto; o diretor regional do Sena-PE, Regivan Dantas; a superintendente regional do Ministério do Trabalho e Emprego em Pernambuco, Patrícia dos Anjos; a deputada estadual Débora Almeida (PSDB), o presidente da Fiepe, Ricardo Essinger e o presidente eleito da instituição, Bruno Veloso. 

Veja também

Com alta do preço global, cacau vira 'ouro' no Equador e atrai crime organizado
NEGÓCIOS

Com alta do preço global, cacau vira 'ouro' no Equador e atrai crime organizado

BNDES aprova R$ 23 milhões para Mil Madeiras Preciosas, de manejo florestal no Amazonas
desenvolvimento econômico

BNDES aprova R$ 23 milhões para Mil Madeiras Preciosas, de manejo florestal no Amazonas

Newsletter