Com repatriação, entrada de dólares no país supera saída em US$ 8,7 bilhões

De janeiro a 4 de outubro, o saldo é negativo: US$ 7,310 bi

Decisão de suspender concursos foi tomada pela Primeira Câmara do TCEDecisão de suspender concursos foi tomada pela Primeira Câmara do TCE - Foto: TCE-PE / Divulgação

Mais dólares entraram no país do que saíram em outubro, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados nesta quarta-feira (9). O resultado positivo ficou em US$ 8,784 bilhões. Já nos três primeiros dias úteis de novembro, o resultado positivo foi revertido com mais saídas do que entradas em US$ 334 milhões.

De janeiro a 4 de outubro, o saldo é negativo: US$ 7,310 bilhões. Nesse período, o fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) ficou negativo em US$ 43,727 bilhões. Já o fluxo comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações) teve saldo positivo de US$ 36,417 bilhões.

Somente em outubro, o fluxo financeiro ficou positivo em US$ 6,128 bilhões e o comercial em US$ 2,657 bilhões. O fluxo financeiro foi influenciado em outubro pela entrada de dólares para pagar multa e imposto da regularização de bens no exterior – é a Lei da Repatriação.

Veja também

Contratação de temporários para o Natal deve ser a menor desde 2015
economia

Contratação de temporários para o Natal deve ser a menor desde 2015

Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
turismo

Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020