Combate à seca é prioridade em Pernambuco

Governo do Estado corre para garantir recursos para obras importantes no Orçamento Geral da União, que deve ser fechado na próxima semana

RocketmanRocketman - Foto: Reprodução/Adoro Cinema

O prolongamento do período de secas, que está no seu quinto ano consecutivo, deixou um rastro de danos irreparáveis para as populações do Sertão e do Agreste pernambucano. Diante do cenário, o Governo do Estado corre para garantir recursos para a conclusão de obras importantes como a Adutora do Agreste, no Orçamento Geral da União (OGU), que deve ser fechado na próxima semana.

Em reunião com a bancada federal pernambucana, na última sexta-feira (14), o governador garantiu a destinação de R$ 164 milhões dos R$ 224 milhões das emendas impositivas dos parlamentares do Estado para a adutora, além de R$ 60 milhões para a construção de dessalinizadores nos municípios desassistidos da rede de abastecimento.

Os recursos serão utilizados para dar funcionalidade à Adutora do Agreste, mes­mo sem a conclusão da Transposição do Rio São Francisco - puxando água das barragens de Catende e, no futuro, de Serro Azul. A adutora deveria ter sido entregue em 2013, mas ficou atrasada pela insuficiência de repasses federais. Ela é uma obra fundamental no combate à seca por ter capacidade de atender 68 cidades do Agreste, além de mais 80 distritos - esses a partir do Eixo Leste da Transposição. “Além desses recursos, estamos pleiteando mais R$ 150 milhões da União para dar continuidade à construção”, detalhou o governador Paulo Câmara.

O dinheiro só deve entrar a partir do próximo ano e, até lá, o governo estadual precisará recorrer a obras emergenciais. “Estamos fazendo obras para levar água da Adutora do Pirangi para atender Caruaru e municípios do entorno, a partir de janeiro”, detalhou Câmara.

O Governo ainda não tem a conta exata de quantos dessalinizadores poderão ser instalados. Os recursos para essas obras viriam das emendas pessoais dos parlamentares.

Cada uma custa de R$ 100 mil a R$ 130 mil. O compromisso da bancada também se deu na garantia de R$ 60 milhões para a conclusão do Complexo Prisional de Itaquitinga, para a conclusão dos três pavilhões. Outros R$ 20 milhões de recursos próprios foram investidos em dois pavilhões.

Veja também

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas
Economia

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões
Loteria

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões