Comércio de portas abertas para o Natal

A partir de amanhã, as lojas do Centro vão abrir das 9h às 17h, aos domingos e feriados, até o fim de dezembro

Comércio no centro do RecifeComércio no centro do Recife - Foto: Felipe Ribeiro/Folha de Pernambuco

Mesmo diante de uma projeção de queda de 1,8% no faturamen­­­­­­­­to em relação ao ano passado, o comércio recifense aposta na temporada de compras de Natal. Neste sentido, a partir de amanhã, passa a abrir das 9h às 17h, aos domingos e feriados, até o final de dezembro.

A estratégia visa incentivar o consumo e é uma iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojis­­­­tas do Recife. Ela tem como meta atrair o público que não tem tempo de comprar no ex­­­­­pediente normal e oferecer ao lojista uma oportunidade a mais para dar fôlego às vendas.

“O comércio varejista recifense aposta nessa última tentativa de reverter os índices negativos acumulados ao longo deste ano. Entendemos que ao estender o funcio­­­namento das lojas, temos a chance de melhorar o fatura­­­­­mento”, analisa o presidente da CDL Recife, Eduardo Catão.

E este ano, a campanha vem acompanhada de uma novidade. Por meio de uma parceria com o Sesc e Senac, serão realizadas atividades gratuitas para entretenimento dos consumidores que circularão pelo Centro durante o período. A programação completa está disponível no site www.cdlrecife.com.br.

Shoppings
Os shoppings da região metropolitana também têm funcionamento diferenciado para o período. Neste feriado da Proclamação da República, por exemplo, todos os centros de compras funcionam com todas as lojas abertas a partir das 11h. Para o presidente da Associação de Lojistas dos Shoppings de Pernambuco (Aloshop-PE), Ricardo Galdino, o momento é de esperan­­­ça. “Esperamos que as pessoas saiam às compras. Se as vendas forem no mes­­­mo ritmo das do ano passado, já consideramos uma vitória do setor”, afirma.

Cautela
Mas o desejo de presentear parentes e amigos podem virar um problema quando falta planejamento financeiro. Para o presidente da DSOP Educação Financeira, Reinaldo Domingos, só sabe o quanto pode gastar, sem ficar no vermelho, quem controla o que entra e o que sai do bolso mensalmente. “Antes de ir compulsivamente às compras de fim de ano, faça um diagnóstico da sua situação financeira”, explica o especialista.

 

Veja também

Ipea: Emprego deve se recuperar só após retorno da atividade econômica
trabalho

Ipea: Emprego deve se recuperar só após retorno da atividade econômica

Guedes volta a defender imposto aos moldes da CPMF como solução tributária
economia

Guedes volta a defender imposto aos moldes da CPMF como solução tributária