Comissão que acompanha medidas de combate ao coronavírus quer relatórios semanais do Banco Central

Instalada nesta segunda-feira (20), a comissão será presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO)

Banco Central do BrasilBanco Central do Brasil - Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

A Comissão Mista do Congresso que vai acompanhar as medidas do governo federal relacionadas à pandemia do coronavírus quer que o BC (Banco Central) apresente relatórios semanais sobre os gastos feitos pelo governo durante o estado de calamidade, decretado até o dia 31 de dezembro.

Instalada nesta segunda-feira (20), a comissão será presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-RO). A vice-presidência ficou com a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) e a relatoria com o deputado federal Francisco Júnior (PSD-GO).

Segundo o relator, além do BC, o colegiado também encaminhará solicitações para receber relatórios semanais do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social) e do Ministério da Economia. A medida deve valer a partir da próxima semana, mas o pedido oficial aos órgão só chegará na quarta-feira (22), após a próxima reunião da Comissão.

Leia também:
BNDES vê lentidão na concessão de crédito e estuda seguro garantia
Banco Mundial diz que pode oferecer US$ 160 bilhões em financiamentos


"Queremos os dados não só do BC, mas também do BNDES e do Ministério da Economia. Queremos transparência no processo de gastos, no que está sendo investido na pandemia. Está tendo muita formalidade e oficialidades que prejudicam o acompanhamento, disse o relator.

A comissão foi criada por meio de um ato da Mesa Diretora do Congresso Nacional, e terá suas atividades instituídas até o final do ano. Ainda nesta segunda, o presidente do colegiado anunciou que fará um pedido ao TCU (Tribunal de Contas da União) para que dois técnicos do órgão acompanhem os trabalhos do grupo.

Durante a reunião, os parlamentares relataram problemas relacionados à demora na chegada de insumos da área de saúde para Estados e municípios. Houve questionamentos também com relação às medidas encaminhadas pelo governo para aprovação do Congresso, que não estariam tendo seus resultados divulgados.

"Não adianta aprovarmos um monte de medidas que o governo pede e não sabermos onde esse dinheiro está indo, se está chegando a quem precisa. Precisamos acompanhar o caminho do dinheiro", disse o líder do PSDB no Senado, Izalci Lucas (DF).

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio para nascidos em março
Economia

Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio para nascidos em março

Mega-Sena: um apostador ganha o prêmio de  R$ 7 milhões
Loterias

Mega-Sena: um apostador ganha o prêmio de R$ 7 milhões