AVIAÇÃO

Companhia aérea de Singapura oferece US$ 10 mil para feridos em voo turbulento

Um passageiro morreu durante a queda brusca de 54 metros na altitude da aeronave

Imagens do interior da aeronaveImagens do interior da aeronave - Foto: Reprodução

Leia também

• Avião da Singapore Airlines que passou por turbulência severa despencou 54 metros em quatro segundos

• Empresa aérea de voo no qual passageiro morreu em turbulência muda protocolos a bordo

• Turbulência: saiba por que o fenômeno está cada vez mais frequente e intenso

A Singapore Airlines anunciou, nesta terça-feira, que ofereceu uma compensação de US$ 10 mil aos passageiros que sofreram ferimentos leves em um voo atingido por turbulência violenta, em maio.

A companhia aérea também discutirá um pagamento maior para aqueles que sofreram ferimentos mais graves.

Um britânico de 73 anos morreu e vários outros passageiros e tripulantes do voo SQ321, de Londres para Cingapura, sofreram lesões no crânio, cérebro e coluna vertebral durante a turbulência.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Folha de Pernambuco (@folhape)

Os pilotos desviaram o Boeing 777-300ER para Bangkok, onde os feridos foram levados ao hospital. O avião tinha 211 passageiros e 18 tripulantes a bordo.

A companhia aérea informou, em comunicado nesta terça, que enviou e-mails oferecendo uma compensação de US$ 10 mil aos passageiros que sofreram ferimentos leves no incidente.

Em casos de ferimentos graves que exigiam cuidados médicos de longo prazo e solicitavam assistência financeira, a companhia aérea de Singapura ofereceu um pagamento inicial de US$ 25 mil "para cobrir as suas necessidades imediatas".

“Isso fará parte da compensação final que esses passageiros receberão”, acrescentou.

Além disso, a companhia aérea anunciou que reembolsará o valor das passagens a todos os passageiros do voo, inclusive aos que não ficaram feridos.

O Ministério dos Transportes de Singapura disse que a queda repentina de 54 metros jogou violentamente para o alto passageiros que não usavam cintos de segurança na cabine do avião.

Veja também

Embratur e Google firmam parceria para digitalizar turismo
ACELERAÇÃO

Embratur e Google firmam parceria para digitalizar turismo

Mega-sena não tem ganhadores e prêmio vai a R$ 47 milhões
CONCURSO 2.736

Mega-sena não tem ganhadores e prêmio vai a R$ 47 milhões

Newsletter