Companhia aérea pretende oferecer passagens gratuitas em até dez anos

Receita da empresa virá do lucro obtido pelas lojas e restaurantes dos aeroportos

Ex-vereador Adalberto José da Silva, o Nino, o "homem da habitação", ameaçava expulsar moradores de suas casas e até de morte Ex-vereador Adalberto José da Silva, o Nino, o "homem da habitação", ameaçava expulsar moradores de suas casas e até de morte  - Foto: Divulgação

A companhia aérea irlandesa Ryanair, conhecida pelo baixo custo, anunciou que pretende oferecer voos gratuitos em até dez anos.

Segundo o principal executivo da empresa, Michel O'Leary, a receita da Ryanair virá do lucro obtido pelas lojas e restaurantes dos aeroportos, que se beneficiarão com o aumento do número de passageiros.

"Tenho esta visão de que, nos próximos cinco ou dez anos, as tarifas aéreas da Ryanair serão gratuitas, no caso de os voos estarem cheios, e vamos fazer dinheiro com a partilha da receita dos aeroportos, de todas as pessoas que vão passar pelos aeroportos, tendo uma participação nas vendas das lojas de varejo", afirmou O'Leary, durante conferência da Associação de Operadores de Aeroportos, em Londres, na Inglaterra.

Enquanto a proposta não vira realidade, a companhia oferece descontos. Neste mês, o site Ryanair.com lançou uma promoção para viagens entre dezembro deste ano e março de 2017. É possível encontrar trechos por apenas 9,99 euros (R$ 36).

Veja também

Vale pagará auxílio a desalojados de Barão de Cocais por mais um ano
Auxílio

Vale pagará auxílio a desalojados de Barão de Cocais por mais um ano

Investimento estrangeiro direto caiu pela metade no Brasil, diz Unctad
Economia

Investimento estrangeiro direto caiu pela metade no Brasil, diz Unctad