Complexo eólico no Nordeste terá financiamento do BNDES

o complexo terá capacidade instalada suficiente para abastecer 1,14 milhão de residências

Cerimônia de posse do novo presidente da instituição aconteceu no gabinete do governador, no Palácio do Campo das PrincesasCerimônia de posse do novo presidente da instituição aconteceu no gabinete do governador, no Palácio do Campo das Princesas - Foto: Hélia Scheppa/PSB

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira (22) a aprovação de empréstimo no valor de R$ 1,043 bilhão para o Complexo Eólico Ventos do Araripe 3, composto por 14 parques, nos municípios de Simões e Curral Novo (Piauí) e de Araripina (Pernambuco). A entrada em operação do complexo é prevista para 2017.

Segundo informou o banco, por meio de sua assessoria de imprensa, o complexo terá capacidade instalada total de 357,9 MW. Essa energia é suficiente para abastecer 1,14 milhão de residências. O número considera o consumo médio da Região Nordeste.

O projeto contribuirá para a diversificação da matriz elétrica, avalia o BNDES. Os investimentos permitirão a geração de até 2,4 mil empregos diretos e indiretos, além de melhorar a infraestrutura da região. Integra o financiamento um subcrédito social no valor de R$ 5,19 milhões, que será usado para investimentos no entorno do projeto, em cumprimento a exigências dos órgãos ambientais.

Está prevista também a emissão de debêntures de infraestrutura no valor de até R$ 300 milhões. Esses títulos vão compor uma parcela do valor total do investimento do complexo eólico, avaliado em R$ 1,743 bilhão, acrescentou o banco.

Veja também

Novo ministério para Onyx ameaça tirar 85% do orçamento da Economia
ECONOMIA

Novo ministério para Onyx ameaça tirar 85% do orçamento da Economia

Caixa paga, neste sábado (24), auxílio emergencial a nascidos em julho
Auxílio emergencial

Caixa paga, neste sábado (24), auxílio emergencial a nascidos em julho