Compra com cartões cresce em mercados e cai em restaurantes na quarentena

A análise verificou as alterações nos padrões de gastos com cartões de 19 de março a 1º de abril, em São Paulo e no Rio

Cartões de créditoCartões de crédito - Foto: Arquivo / Agência Brasil

As compras com cartões de crédito e débito estão em queda diante da crise causada pelo novo coronavírus no Brasil, indica pesquisa feita pela Elo, empresa de cartões de crédito e débito.

Segundo a pesquisa, transações com os dois tipos de cartão caíram no período da quarentena, principalmente nos setores de postos de combustíveis (-31%), bares e restaurantes (-59%), vestuário (-78%) e turismo (-80% ). Enquanto isso, houve aumento nas vendas com débito e crédito em supermercados (25%) e farmácias (10%).

A análise verificou as alterações nos padrões de gastos com cartões de 19 de março a 1º de abril e comparou com as vendas do período de 5 de janeiro e 22 de fevereiro, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Nas compras em geral, houve queda de 21% nas vendas feitas com cartão de débito e 36% nas feitas com cartão de crédito.

Leia também:
Sem regra legal, escolas e pais buscam alternativa para mensalidades
Mega-Sena acumula e prêmio chega a R$ 10,5 milhões


E-commerce

As vendas com os cartões por e-commerce caíram 13% no período, ainda segundo a análise divulgada pela Elo.

Porém, há destaque para o crescimento das transações online em alguns setores por conta da pandemia. Bares e restaurantes aumentaram as vendas em e-commerce com cartões em 106%, supermercados, 45%, lojas de departamento, 13%, e farmácias, 5%.

Os dados têm como base a carteira da Elo, que tem 132 milhões de cartões emitidos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Por escassez de chips, Mercedes corta produção na Alemanha e Hungria
FMotors

Por escassez de chips, Mercedes corta produção na Alemanha e Hungria

Comércio perde 190,7 mil empresas em seis anos
Economia

Comércio perde 190,7 mil empresas em seis anos