Conab prevê recuo de 4,9% na produção de grãos

A última safra registrou a maior produção histórica, com 237,7 milhões de toneladas

Agricultores em Magé, no Rio de JaneiroAgricultores em Magé, no Rio de Janeiro - Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Em dados divulgados nesta quinta-feira (8), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou a safra de grãos 2017/2018 para 226 milhões de toneladas, um recuo de 4,9% em relação a de 2016/2017.

A última safra registrou a maior produção histórica, com 237,7 milhões de toneladas. Apesar da queda, a Conab se mostrou otimista com a produção deste ano. "O país ainda deverá colher a segunda maior safra de todos os tempos", disse a entidade.

Liderando a produção de grãos, a soja deverá atingir a marca de 113 milhões de toneladas. O milho aparece em seguida, com produção estimada de 87,3 milhões de toneladas. As informações são da Agência Brasil.

Leia também:
País busca produzir de maneira mais sustentável, diz ministro da Agricultura
Ministro da Fazenda culpa agricultura por estabilidade do PIB no 3º tri


A Conab destaca também o aumento da produção de algodão em pluma, com estimativa de 1,9 milhão de toneladas, o que representa um aumento de 21,3% em relação à safra passada.

Em relação à área plantada, a Conab projeta aumento de 0,3% em relação à ultima safra. Somente o plantio da soja deverá ocupar 1,1 milhão de hectares a mais que no ano passado. As estimativas constam do 6º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018.

Veja também

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas
Economia

Desemprego de trabalhador formal preocupa economistas

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões
Loteria

Mega-Sena pode pagar neste sábado (31) prêmio de R$ 52 milhões