Concessão do Aeroporto do Recife gera polêmica

Audiência pública foi realizada na quarta (16), em Brasília, para discutir o modelo de privatização do aeroporto, que será leiloado junto com outros cinco terminais

Aeroporto do RecifeAeroporto do Recife - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Em meio às discussões sobre o modelo de privatização do Aeroporto do Recife, uma audiência pública foi realizada ontem na Câmara de Deputados, em Brasília, para debater a forma de concessão que está gerando polêmica. De acordo com o deputado federal Felipe Carreras, a proposta de privatizar o terminal da capital pernambucana juntamente com outros cinco aeroportos (Maceió, Aracaju, Juazeiro do Norte, João Pessoa e Campina Grande) não é um benefício para Pernambuco, já que será feito dentro de um lote com terminais que deram prejuízo financeiro.

Porém, no encontro, o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, defendeu que o Aeroporto do Recife não está perdendo em relação aos terminais que foram privatizados de forma individual. Ainda segundo o ministro, o terminal da capital de Pernambuco receberá um investimento de R$ 854 milhões e todo o bloco um valor de R$ 2,1 bilhões.

Leia também:
Privatização do Aeroporto do Recife tem modelo criticado
Anac autoriza reajuste de tarifas de aeroportos da Infraero

Carreras defendeu que as respostas do ministro não apresentaram base técnica e questionou como seis aeroportos irão receber investimentos com valor que apenas um deveria receber. Para o deputado, é inadmissível que o terminal do Recife, que apresentou lucro de R$ 130 milhões no ano passado, não tenha recebido os investimentos necessários.

Em relação à publicação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de proibir novas frequências de voos para o terminal do Recife, Pádua informou que um Termo de Ajuste de Conduta será assinado entre a Anac e a Infraero na próxima semana para que o aeroporto possa ser liberado para voos até o final do mês.

Veja também

Corte em crédito rural no Orçamento de 2021 ameaça agricultura familiar
Crédito Rural

Corte em crédito rural no Orçamento de 2021 ameaça agricultura familiar

Equipe de Guedes planeja corte na pasta de Marinho para atender ao Congresso
Economia

Equipe de Guedes planeja corte na pasta de Marinho para atender ao Congresso