Confiança da construção cai 1,4 ponto em fevereiro

Indicador chegou a 92,8 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos

Construção civilConstrução civil - Foto: DS Brasília

O Índice de Confiança da Construção, da Fundação Getulio Vargas (FGV), teve queda 1,4 ponto em fevereiro, na comparação com janeiro. O indicador chegou a 92,8 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.
De acordo com a FGV, apesar da queda pontual, o índice registra a nona alta em médias móveis trimestrais, passando de 91,9 pontos em janeiro para 93 pontos.
A queda de janeiro para fevereiro foi puxada pelo Índice de Expectativas, que mede a percepção dos empresários da construção sobre o futuro e que recuou 5,2 pontos, para 99 pontos. Para a pesquisadora da FGV Ana Castelo, a queda pode ser explicada por questões como o ritmo da recuperação ou o aumento das incertezas em relação à continuidade do Programa Habitacional.

Leia também:
Inflação da construção sobe para 0,35% em fevereiro
Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
Confiança do empresário atinge maior nível desde março de 2014
A confiança dos empresários em relação ao momento presente, medida pelo Índice da Situação Atual, cresceu pelo nono mês consecutivo. De janeiro para fevereiro, o indicador teve alta de 2,4 pontos e passou para 86,7 pontos, o maior valor desde dezembro de 2014 (91 pontos).

Veja também

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão
Restrições

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão

Honda suspende produção em Manaus por pandemia e falta de insumos
Negócios

Honda suspende produção em Manaus por pandemia e falta de insumos