Confiança da Indústria cai para menor patamar em 19 anos

Índice recuou 39,3 pontos de março para abril deste ano, diz FGV

Produção industrialProdução industrial - Foto: Amanda Oliveira/GovBA

O Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 39,3 pontos de março para abril deste ano e chegou a 58,2 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Com essa, que foi a maior redução mensal, o índice atingiu seu menor nível desde o início da série histórica, em janeiro de 2001.

Todos os 19 segmentos industriais pesquisados tiveram queda. O Índice Expectativas, que mede a confiança dos empresários em relação ao futuro, recuou 46,6 pontos e chegou a 49,6 pontos. O Índice de Situação Atual, que mede a percepção sobre o presente, caiu 31,4 pontos e atingiu para 67,4 pontos. Ambos atingiram o menor valor da série histórica.

Leia também:
Empregos de 5 milhões de trabalhadores formais são afetados após pandemia
Concessão de crédito para as empresas cresceu 28,2% em março
CNI diz que pandemia causa impacto intenso na atividade industrial

Segundo a economista da FGV Renata de Mello Franco, o resultado foi provocado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). “Com exceção do nível dos estoques e da demanda externa, todos os indicadores atingiram o mínimo histórico, inclusive o Nuci [Nível de Utilização da Capacidade Instalada]. O cenário para os próximos meses pode gerar novas surpresas negativas caso se mantenha o nível de incerteza elevada”, afirmou a pesquisadora.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada do setor caiu 18 pontos percentuais e chegou a 57,3%, também a maior queda mensal e o menor valor da série histórica.

Veja também

Sem acertador, Mega-Sena vai sortear cerca de R$ 46 milhões na quarta (3)
Loteria

Sem acertador, Mega-Sena vai sortear cerca de R$ 46 milhões na quarta (3)

Conheça mais sobre o wi-fi e saiba como melhorar o sinal da sua internet
TECNOLOGIA

Conheça mais sobre o wi-fi e saiba como melhorar o sinal da sua internet