Confiança de empresários na economia cai em fevereiro, aponta índice

A confiança é maior nas grandes empresas, de acordo com o Índice de Confiança do Empresário Industrial

Empresas Empresas  - Foto: Pixabay

A confiança do empresariado brasileiro na economia teve queda entre janeiro e fevereiro deste ano de 59 para 58,8 pontos, segundo o Icei (Índice de Confiança do Empresário Industrial), divulgado nesta quinta-feira (22) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

Apesar da retração, os números revelam que a confiança do empresário é a segunda maior desde abril de 2011 (59,5 pontos), ficando atrás apenas do índice verificado em janeiro deste ano. As informações são da Agência Brasil.

Os indicadores da pesquisa variam de 0 a 100 pontos. Quando estão acima de 50 pontos mostram que os empresários estão confiantes. O Icei de fevereiro está 4,7 pontos acima da média histórica de 54,1 pontos e 5,7 pontos superior ao registrado em fevereiro de 2017.

A confiança é maior nas grandes empresas, segmento em que o índice alcançou 60,4 pontos. Nas médias empresas, o indicador foi de 58,3 pontos e, nas pequenas, de 55,9.
Segundo a CNI, os dois componentes do Icei caminharam em sentidos opostos em fevereiro. Enquanto o Índice de Condições Atuais aumentou 0,1 ponto para 53,2, o
índice de Expectativas recuou 0,4 ponto, para 61,6.

Os indicadores mostram que os empresários percebem melhora em suas condições de negócios e, mesmo com o leve recuo em relação às expectativas, seguem otimistas.
Essa edição da pesquisa foi feita entre 1º e 19 de fevereiro com 2.939 empresas.

Veja também

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo
economia

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo

Agências do INSS não abrem nesta quarta-feira (28)
inss

Agências do INSS não abrem nesta quarta-feira (28)