Confiança empresarial sobe 0,1 ponto em setembro

O Índice mede a confiança dos empresários de quatro setores: indústria, serviços, comércio e construção

Produção industrialProdução industrial - Foto: Amanda Oliveira/GovBA

O Índice de Confiança Empresarial, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou uma alta de 0,1 ponto de agosto para setembro deste ano. Com o resultado, o indicador chegou a 94,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

O Índice mede a confiança dos empresários de quatro setores: indústria, serviços, comércio e construção. Segundo a FGV, o Índice de Situação Atual, que mede a confiança no momento presente, ficou estável em 91,1 pontos. Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, subiu 0,6 ponto e chegou a 101,6 pontos.

Leia também:
Índice de Confiança Empresarial recua 0,1 ponto em agosto
Confiança empresarial atinge maior nível desde janeiro de 2014
Fala de secretário da Economia sobre socialismo é chamada de 'anacrônica' em evento da indústria


De acordo com o pesquisador da FGV Aloisio Campelo Jr., a leve alta de 0,1, que pode ser considerada uma estabilidade (em termos estatísticos), reflete “uma percepção ainda desfavorável com relação à situação corrente dos negócios e otimismo moderado com a perspectiva de melhora ao longo dos próximos meses”.

A única alta da confiança de agosto para setembro foi observada entre os empresários do setor de serviços (1,7 ponto). A confiança da indústria manteve-se estável. Já o comércio e a construção tiveram quedas de respectivamente 1,5 e 0,5 ponto.

Veja também

Governo avalia que PIB de 2020 foi melhor que projeções, mas destaca incerteza elevada
Recessão

Governo avalia que PIB de 2020 foi melhor que projeções, mas destaca incerteza elevada

Veja o desempenho do PIB de vários países em 2020 e no 4º trimestre
Economia

Veja o desempenho do PIB de vários países em 2020 e no 4º trimestre