Consultoria recupera recursos para empresas

Consultoria busca capitalizar e monetizar empresas por meio de processos arquivados

Luiz Carlos BelemLuiz Carlos Belem - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Um modelo para capitalizar e monetizar empresas por meio de processos arquivados é uma das propostas de recuperação de recursos trabalhistas que vem sendo operada com sucesso por uma empresa pernambucana. De acordo com dados da Lima & Belem Consultoria, em 80% das empresas trabalhadas pelo grupo existem oportunidades de negócios nas áreas de custos e de recuperação de recursos. No segmento trabalhista, a consultoria apresenta um índice de assertividade de 85% através de valores desconhecidos.

É nesse sentido que a Lima & Belem realiza o trabalho de prospecção no mercado para identificar oportunidades. “Recuperamos valores para as empresas por meio de processos arquivados em mais de 30 anos. Sobram valores nesses processos e as empresas muitas vezes desconhecem esse dinheiro”, explicou o economista e consultor da Lima & Belem Consultoria, Luiz Carlos Belem, complementando que, para realizar esse trabalho, é feito um estudo profundo em materiais da Justiça, em bancos e no Arquivo Geral.

O trabalho é feito em diversos segmentos do mercado, incluindo as áreas de segurança, indústria, comércio, concessionárias e construtoras. “A recuperação dos valores é realizada de forma célere. Em média, recuperamos o dinheiro em 90 dias. É um mercado pouco explorado”, disse Belem, ao acrescentar que a consultoria tem cerca de 70 clientes e atua nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo.

Leia também:
Presença feminina ainda é pequena na liderança de empresas, diz consultoria


Sócio da Lima & Belem, Thiago Lima ressalta que a inteligência na montagem de processos e desenvolvimento de sistemas, agregada a anos de trabalho e pesquisas no setor civil e trabalhista, resultou na criação da primeira empresa especializada em recuperação de saldos remanescentes no Brasil. Segundo Belem, esse trabalho não conflita com o jurídico das empresas.

Veja também

Presidente do BB nega interferência política e diz que fará gestão técnica
CARGO

Presidente do BB nega interferência política e diz que fará gestão técnica

Para teles, Anatel quer cobrar preço alto demais por licenças 5G
5G

Para teles, Anatel quer cobrar preço alto demais por licenças 5G