Água

Conta de água ficará 11,21% mais cara em Pernambuco a partir de 28 de abril

Não haverá reajuste da tarifa social, segundo a Compesa

Foto: Pexels

A conta de água e esgoto vai ficar mais cara em Pernambuco a partir de 28 de abril. O reajuste de 11,21% será cobrado pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). 

O aumento foi aprovado pela Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe) e está publicado na edição desta quarta-feira (29) do Diário Oficial do Estado. O último aumento aplicado começou a ser cobrado em agosto de 2021.

Segundo a Compesa, não haverá reajuste da tarifa social, que permanece no valor de R$ 9,44.

Com o aumento, clientes residenciais com consumo de até 10 mil litros, por exemplo, pagarão R$ 56,16 por mês a partir de 28 de abril em vez dos atuais R$ 50,50.

A companhia diz que o reajuste tem por objetivo "solucionar pendência do exercício administrativo de 2022" e se refere ao período entre julho de 2021 e junho de 2022. 

"Cumprindo a regra do reajuste anual ordinário, o pleito em questão foi encaminhado pela Compesa à Arpe ainda em 29 de junho de 2022, no entanto por decisão do acionista majoritário, através do Governo de Pernambuco, na gestão anterior, o pedido reajuste foi suspenso em 11 de julho de 2022. Outras ações referentes a suspensões de reajustes ordinários sem justificativa também ocorreram similarmente em outros anos, a exemplo de 2018 e 2020", explicou a Compesa.

A companhia também ressalta que vem enfrentando aumentos expressivos dos custos de energia elétrica e produtos químicos, sendo este último insumo ter sido majorado em 100% apenas nos últimos 12 meses. 

"Esses itens são a base para o tratamento e o bombeamento dos sistemas de abastecimento para que a água chegue na casa de mais de sete milhões de pernambucanos", acrescenta a companhia. 

Veja também

Tebet descarta desvinculação de aposentadorias do salário mínimo
Brasil

Tebet descarta desvinculação de aposentadorias do salário mínimo

Abia: Exportação de alimentos industrializados cresce 34% entre janeiro e abril de 2024
EXPORTAÇÃO

Abia: Exportação de alimentos industrializados cresce 34% entre janeiro e abril de 2024

Newsletter