Convenção e acordo coletivo de trabalho podem ser registrados online

Conforme a legislação trabalhista, o registro pelo Ministério da Economia é necessário para que as convenções e os acordos tenham validade

Ministério da EconomiaMinistério da Economia - Foto: Agência Brasil/Arquivo

O registro de instrumentos coletivos de trabalho, como as convenções e os acordos, pode a partir de agora ser solicitado pelos sindicatos de modo inteiramente online, sem a necessidade de comparecimento a uma das superintendências regionais do trabalho do Ministério da Economia.

Conforme a legislação trabalhista, o registro pelo Ministério da Economia é necessário para que as convenções e os acordos tenham validade. O tempo médio de análise das solicitações pela Subsecretaria de Relações do Trabalho é de cinco dias. O procedimento verifica os requisitos formais dos instrumentos coletivos de trabalho.

Leia também:
Economia mundial sofrerá 'durante anos' pelo coronavírus, adverte OCDE
Senado expande auxílio de R$ 600 e autoriza governo a pagar salários para evitar demissões


As convenções e os acordos são instrumentos coletivos de trabalho que possuem caráter normativo e são firmados entre as empresas os sindicatos. Também poderá ser solicitada online a mediação coletiva trabalhista, que visa resolver conflitos entre entidades de classe, trabalhadores e empregadores.

As empresas, por sua vez, poderão comunicar férias coletivas somente pela internet, também sem a necessidade de comparecimento em pessoa de algum representante. O procedimento, porém, está temporariamente suspenso por força da medida provisória 927/2020, que estabeleceu condições especiais por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

Veja também

Dólar cai para R$ 5,02 e Bolsa recua 0,9%
Mercado Financeiro

Dólar cai para R$ 5,02 e Bolsa recua 0,9%

Bolsonaro agora diz que caixa-preta do BNDES nunca existiu
BNDES

Bolsonaro agora diz que caixa-preta do BNDES nunca existiu