Coworkings: economia e interação no mesmo espaço

Nas contas do empreendedor, manter um escritório pequeno no Recife hoje não custa menos que R$ 3 mil.

Breno e Caio CesarBreno e Caio Cesar - Foto: Divulgação

 

Na mesma lógica dos escritórios virtuais, os coworkings também têm ganhado espaço no Brasil nos últimos anos. Estes espaços, porém, se diferenciam pela lógica de compartilhamento que não existe necessariamente nos outros escritórios compartilhados. Afinal, aqui, as empresas dividem a mesma sala e, às vezes, a mesma mesa.
“O coworking é um espaço coletivo, onde as pessoas trabalham conectadas entre si, mesmo sendo de empresas diferentes”, explica o presidente da Ancev, Ernísio Martines Dias. Usuário do coworking, o empreendedor Luiz Gomes, da startup pernambucana Lotebox, diz que este contato ainda favorece os acordos comerciais por aproximar empresas e ideias diferentes. “Aqui, conseguimos interações interessantes. Temos ideias para os produtos e até já contratamos um projeto de uma empresa vizinha”, explicou Gomes, reconhecendo que a vantagem econômica da modalidade também é grande.
Nas contas do empreendedor, manter um escritório pequeno no Recife hoje não custa menos que R$ 3 mil. Para ter um espaço fixo na Jump Brasil, aceleradora de negócios do Porto Digital, porém, ele paga apenas a metade deste valor. E é por isso que a procura tem sido cada vez maior. Segundo o responsável pelo espaço, Breno Jaruzo, o número de “coworkers” fixos da Jump dobrou nos últimos três meses, chegando a 24.

“São empreendedores que tentam fugir dos altos custos dos escritórios e, ao mesmo tempo, se beneficiar do networking que o espaço oferece”, explicou, garantindo que hoje não são apenas as startups que procuram o serviço. “Pela associação com o Porto Digital, a maior parte é realmente ligada à área de tecnologia, mas também já temos parceiros de publicidade, telecomunicações, design”, diz.

 

Veja também

Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada
economia

Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada

Vale pagará auxílio a desalojados de Barão de Cocais por mais um ano
Auxílio

Vale pagará auxílio a desalojados de Barão de Cocais por mais um ano