energia

Defensor do horário de verão diz que Brasil deveria seguir exemplo do Paraguai

No país vizinho, o horário especial começa no próximo domingo (3) e vai até março de 2022

Horário de verão não garante economia de energia, avalia ONSHorário de verão não garante economia de energia, avalia ONS - Foto: Beth Santos/Secretaria-Geral da PR

Empresários do setor de turismo que querem a volta do horário de verão agora vão usar o exemplo do Paraguai para tentar convencer Bolsonaro a retomar a prática no Brasil. O horário especial começa no próximo domingo (3) no país vizinho e vai até março de 2022.

"Se até o Paraguai, que é binacional com o nosso país pela Itaipu, reconhece que o horário de verão é importante, o presidente e o ministro de Minas e Energia [Bento Albuquerque], precisam parar de ser teimosos mesmo sabendo que é uma alternativa viável e benéfica ao combalido setor do turismo", diz o Fábio Aguayo, diretor da CNTur, que iniciou a pressão sobre o governo.
 


Ele afirma que o país vizinho entende que a mudança no relógio é uma estratégia para reduzir o consumo de energia elétrica neste momento.

Veja também

Tarifa social de energia chegará 23,8 milhões de famíliasEnergia

Tarifa social de energia chegará 23,8 milhões de famílias

Mouse, SSD e nobreak estão entre os produtos mais buscados durante a Cyber Monday
REDES SOCIAIS

Mouse, SSD e nobreak estão entre os produtos mais buscados durante a Cyber Monday