Depois de dois trimestres de queda, investimentos voltam a subir

Recuperação do investimento é vista como principal caminho para a retomada do crescimento da economia brasileira

IBGE apontou recuperação nos investimentosIBGE apontou recuperação nos investimentos - Foto: Pixabay

Após dois trimestres de queda, os investimentos na economia brasileira voltaram a crescer. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a alta no segundo trimestre foi de 3,2% em relação ao trimestre anterior. No segundo trimestre de 2019, o PIB brasileiro avançou 0,4%, na comparação com o trimestre anterior.

A recuperação do investimento é vista como principal caminho para a retomada do crescimento da economia brasileira. Segundo o IBGE, o crescimento foi provocado por aumento nas importações e produção interna de bens de capital.

A construção também teve desempenho positivo, informou o instituto nesta quinta (29). Na comparação com o segundo trimestre de 2018, o investimento cresceu 5,2%. Em quatro trimestres, acumula alta de 4,3%. A taxa de investimento na economia subiu para 15,9% do PIB, contra 15,3% no mesmo período de 2018.

Leia também:
Jereissati diz que economia com a reforma da Previdência sobe para R$ 1 trilhão
Após ligeira melhora, expectativa sobre o PIB volta a sofrer queda
Bolsa Família reduziu 25% da taxa de extrema pobreza, aponta Ipea

A construção civil responde por cerca de metade do investimento. Segundo o IBGE, o setor teve crescimento de 1,9% em relação ao trimestre anterior, interrompendo uma série de 20 trimestres consecutivos de queda. Na comparação com o mesmo período de 2018, a alta é de 2%.

Outro setor importante para os investimentos, a indústria fechou o trimestre com alta de 0,7%. Foi a terceira queda consecutiva. O desempenho ainda sofre pressão negativa da indústria extrativa, que recuou 3,8% em relação ao primeiro trimestre, ainda impactada pela suspensão de operações da Vale após o rompimento da barragem de Brumadinho (MG). Na comparação com o mesmo período de 2018, a queda é de 9,4%,

A indústria de transformação teve alta de 2% no trimestre, em comparação com os primeiros três meses do ano, informou o IBGE. A agropecuária manteve o ritmo de retração e registrou queda de 0,4% em relação ao trimestre anterior. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o setor cresceu 0,4%.

Veja também

Prova de vida do INSS volta a valer a partir de junho nas agências
Previdência

Prova de vida do INSS volta a valer a partir de junho nas agências

Preço de carnes deve subir com valorização das commodities, dizem empresas
Economia

Preço de carnes deve subir com valorização das commodities, dizem empresas